SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue5Isokinetic muscular strength of paralympic athletes with cerebral palsy (CP) from the Brazilian soccer teamThe practice of sports during adolescence and physical recreational activities during adulthood author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

DENADAI, Benedito Sérgio; RUAS, Vinícius Daniel de Araújo  and  FIGUEIRA, Tiago Rezende. Efeito da cadência de pedalada sobre as respostas metabólica e cardiovascular durante o exercício incremental e de carga constante em indivíduos ativos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2005, vol.11, n.5, pp. 286-290. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922005000500008.

O objetivo central deste estudo foi analisar o efeito da cadência de pedalada (50 x 100rpm) sobre a freqüência cardíaca (FC) e a resposta de lactato sanguíneo durante o exercício incremental e de carga constante em indivíduos ativos. Nove indivíduos ativos do sexo masculino (20,9 ± 2,9 anos; 73,9 ± 6,5kg; 1,79 ± 0,9m) submeteram-se a dois testes incrementais e a 6-8 testes de carga constante para determinação da intensidade correspondente à máxima fase estável de lactato sanguíneo (MLSSintens) nas duas cadências. A potência máxima (Pmax) atingida no teste incremental e a MLSSintens foram significativamente menores a 100rpm (240,9 ± 12,6W; 148,1 ± 15,4W) quando comparada a 50rpm (263,9 ± 18,6W; 186,1 ± 21,2W), respectivamente. A FCmax não se alterou em função da cadência (50rpm = 191,1 ± 8,8bpm; 100rpm = 192,6 ± 9,9bpm). Independentemente da cadência, os percentuais da FCmax (70, 80, 90 e 100%) determinaram as mesmas concentrações de lactato durante o teste incremental. Entretanto, quando a intensidade foi expressa em percentuais da Pmax ou da potência absoluta, os valores de lactato e FC foram sempre maiores na cadência mais alta. A FC correspondente a MLSSintens foi semelhante para as duas cadências analisadas (50rpm = 162,5 ± 9,1bpm; 100rpm = 160,4 ± 9,2bpm). Com base nestes resultados, podemos concluir que, independente da cadência empregada (50 x 100rpm), a utilização da FC na individualização da intensidade de esforço indica respostas semelhantes do lactato sanguíneo, e que esta relação também se mantém no exercício de intensidade constante realizado na MLSSintens. Por outro lado, a utilização de percentuais da Pmax apresenta dependência da cadência utilizada, indicando diferentes respostas fisiológicas para um mesmo percentual.

Keywords : Freqüência cardíaca; Lactato; Intensidade de esforço; Cadência; Ciclismo.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese