SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2Reliability of the four series 15-second vertical jumping testGeographical dimensions of fibers from the soleum muscle in rats exercised on treadmill: the importance of the analysis by means of digitalized images author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

DE-OLIVEIRA, Fernando Roberto et al. Testes de pista para avaliação da capacidade lática de corredores velocistas de alto nível. Rev Bras Med Esporte [online]. 2006, vol.12, n.2, pp. 99-102. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922006000200009.

A capacidade anaeróbia (CAn) é dada pelo somatório das capacidades alática e lática (CLa). Em cicloergômetro, tem sido utilizado teste de esforço máximo de 30 segundos (max30) para a aproximação da CAn (potência média e índice de fadiga). Atualmente, a CLa não é diretamente medida, necessitando de abordagens operacionalizáveis, como a medida de performance e a concentração sanguínea de lactato ([La]). Com corredores velocistas de alto nível, espera-se que, em esforço de maior duração, i.e. 60 segundos (max60), ocorra uma maior exigência da CLa e que, por validade ecológica, deve ser aplicado em pista. O objetivo do presente estudo foi comparar as variáveis derivadas de max30 e max60 em velocistas. Oito atletas de nível nacional e internacional (19-27 anos) foram submetidos aos testes de corrida max30 e max60, em pista sintética oficial e coleta de sangue arterializado do lóbulo da orelha, imediatamente, um, três, cinco, sete e meio e 10 minutos após o esforço. Para comparação entre max30 e max60 foi utilizado o teste t de Student e a correlação simples de Pearson para verificação da associação entre as variáveis. As concentrações de lactato foram significativamente maiores em max60 do que em max30 (20,9 ± 1,2 vs 18,2 ± 1,9mM, p < 0,05). Antagonicamente, as velocidades médias foram significativamente menores (7,9 ± 0,2 vs 9,1 ± 0,2m.s-1; respectivamente). Correlações significantes foram encontradas entre as velocidades em max30 e max60 (r = 0,92; p < 0,05); entretanto, o mesmo não aconteceu para o lactato (r = 0,62; p > 0,05). Pelas características destes atletas, que possuem grande tolerância às elevadas [La], variáveis derivadas de testes com duração/distância próximas aos 60s/500m parecem mais adequados como índices de CLa.

Keywords : Teste anaeróbio; Lactato sanguíneo; Bioenergética.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese