SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue3Influence of sexual maturation, chronological age and growth indices in lactate threshold and performance in the 20 minutes runningEffect of continuous therapeutic ultrasound in rabbit growth plates author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

SANTOS, Ronaldo Vagner Thomatieli; CAPERUTO, Érico Chagas  and  ROSA, Luís Fernando Bicudo Pereira Costa. Efeitos do aumento na sobrecarga de treinamento sobre parâmetros bioquímicos e hormonais em ratos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2006, vol.12, n.3, pp. 145-149. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922006000300007.

Para o treinamento ser bem sucedido deve ser suficientemente intenso para provocar a quebra da homeostase, a adaptação e, por fim, a supercompensação. Todavia, condições de estresse excessivo induzido pelo exercício físico podem provocar efeitos indesejáveis. Este trabalho tem como objetivo avaliar se o aumento na sobrecarga de treinamento altera parâmetros hormonais e bioquímicos similares ao overreaching. Os animais foram divididos em três grupos: SED (animais sedentários), MOD (animais que treinaram de forma moderada durante seis semanas) e grupo EXT (que treinaram de forma semelhante ao grupo MOD por quatro semanas, duas sessões diárias de treinamento na quinta semana e três sessões na sexta semana). Houve aumento da concentração plasmática de glutamato no grupo EXT (p < 0,05) em relação ao SED e da relação GLN/GLU em relação aos animais dos grupos SED e MOD (p < 0,05). Além disso, o grupo MOD apresentou aumento de glicogênio no músculo sóleo e fígado e de GH, enquanto a testosterona foi menor do que no grupo SED (p < 0,05). O grupo EXT apresentou comportamento semelhante ao grupo MOD com relação ao glicogênio hepático e muscular e a testosterona. Quanto ao GH, o grupo EXT apresentou concentração menor do que o grupo MOD (p < 0,05) e aumento de uréia (p < 0,05) em relação aos animais sedentários. Assim, concluímos que o protocolo do grupo EXT não foi capaz de induzir sinais de overreaching nos animais.

Keywords : Glutamina; Overtraining; Overreaching; Ratos; Supercompensação; Estresse.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese