SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue5Effects of the anabolic steroid nandrolone on the soleum muscle of rats submitted to physical training through swimming: histological, histochemical and morphometrical studyInter and intradays reproducibility of Power Control in test of muscle power author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

LANA, Ademir da Costa; PAULINO, Célia Aparecida  and  GONCALVES, Ivair Donizeti. Influência dos exercícios físicos de baixa e alta intensidade sobre o limiar de hipernocicepção e outros parâmetros em ratos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2006, vol.12, n.5, pp. 248-254. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922006000500005.

A prática de exercícios físicos é um hábito importante para manutenção do bem-estar físico e emocional de quem a adota com regularidade, podendo trazer grandes benefícios à saúde. Todavia, dependendo do seu tipo, intensidade, freqüência e duração, os exercícios também podem causar certos prejuízos para o organismo. Como benefício, é descrito o seu papel na função imune específica e não-específica e, nesta última, destaca-se o processo inflamatório. Assim, este trabalho teve como objetivo estudar os efeitos dos exercícios físicos de baixa e alta intensidade sobre a hipernocicepção, além de avaliar a massa corporal e o peso relativo de alguns órgãos de ratos. Para isso, foram utilizados ratos machos, adultos, da linhagem Wistar, os quais foram submetidos (grupo treinado) ou não (grupo não treinado) a exercícios em esteira ergométrica. A inflamação aguda foi induzida pela injeção de carragenina-0,5% no coxim da pata posterior esquerda dos ratos e a nocicepção foi mensurada por meio do teste plantar antes e após 1, 2, 3, 4, 6, 8 e 24 horas. Ao final das avaliações os ratos foram submetidos a anestesia profunda, até a eutanásia, para coleta e pesagem das glândulas adrenais, coração, baço e rins e posterior estudo anatomopatológico destes tecidos. A análise estatística dos resultados mostrou aumento significante (P < 0,05) no limiar de hipernocicepção nos momentos H2, H3, H4 e H6 nos animais treinados em alta intensidade. Houve também redução (P < 0,05) na massa corporal, bem como hipertrofia das glândulas adrenais e coração e aumento dos rins nos ratos treinados em alta intensidade, além de hipertrofia das adrenais naqueles treinados em baixa intensidade. Não ocorreram alterações estatisticamente significantes nos demais parâmetros. Concluiu-se que os exercícios físicos em esteira ergométrica alteraram a nocicepção, a massa corporal e o peso relativo de alguns órgãos, porém, de modo dependente do protocolo de exercícios aplicado aos animais.

Keywords : Exercícios físicos; Esteira ergométrica; Hipernocicepção; Ratos.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese