SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1Efectos de la estimulación eléctrica neuromuscular durante la inmovilización en las propiedades mecánicas del músculo esqueléticoAsma inducido por el ejercicio: aspectos actuales y recomendaciones índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versión impresa ISSN 1517-8692versión On-line ISSN 1806-9940

Resumen

SILVA, Nádia Lima da  y  FARINATTI, Paulo de Tarso Veras. Influência de variáveis do treinamento contra-resistência sobre a força muscular de idosos: uma revisão sistemática com ênfase nas relações dose-resposta. Rev Bras Med Esporte [online]. 2007, vol.13, n.1, pp.60-66. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922007000100014.

A força muscular é considerada componente importante de programas de exercícios físicos. Os benefícios desse tipo de treinamento dependem da combinação do número de repetições, séries, sobrecarga, seqüência e intervalos entre as séries e exercícios. No entanto, não se tem ainda muito clara qual a melhor combinação dessas variáveis para uma ótima relação dose-resposta em pessoas idosas. O objetivo do estudo foi analisar as pesquisas sobre treinamento de força para idosos, por meio de revisão sistemática, com o propósito de identificar tendências comuns em termos de efeitos do treinamento provocados pela manipulação dessas variáveis. Após definição de critérios de inclusão, foram selecionados 22 estudos, agrupados por similaridade de tratamento (número de séries, freqüência semanal, intensidade, intervalos e ordem dos exercícios). Técnicas de estatística descritiva auxiliaram na determinação de possíveis tendências nas relações dose-resposta. Uma vez identificadas, essas tendências foram analisadas qualitativamente. De todas as variáveis revisadas, somente para a intensidade da sobrecarga foram encontradas evidências permitindo afirmar que cargas maiores seriam mais eficazes para induzir aumento de força nessa faixa etária. Quanto às demais variáveis, os resultados disponíveis na literatura não dão respaldo para inferências seguras quanto ao melhor delineamento de programas de treinamento que aliem, ao mesmo tempo, efetividade e segurança. Recomenda-se, então, que estudos sejam realizados para comparar experimentalmente os efeitos da manipulação dessas variáveis sobre a força muscular de idosos.

Palabras clave : Envelhecimento; Treinamento de força; Prescrição de exercícios.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · Inglés ( pdf epdf ) | Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons