SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue2Influence of the level of physical activity over the cardiorespiratory capacity in older womenExercise program effectiveness on physical fitness, metabolic profile and blood pressure of hypertensive patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

MARINO, Diego Marmorato; MARRARA, Kamilla Tays; DI LORENZO, Valéria Amorim Pires  and  JAMAMI, Maurício. Teste de caminhada de seis minutos na doença pulmonar obstrutiva crônica com diferentes graus de obstrução. Rev Bras Med Esporte [online]. 2007, vol.13, n.2, pp. 103-106. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922007000200007.

INTRODUÇÃO: Alguns testes funcionais são utilizados complementando a avaliação dinâmica na doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), como o teste de caminhada de seis minutos (TC6). OBJETIVOS: Verificar quanto o grau de obstrução compromete a tolerância ao esforço avaliado pelo TC6 e comparar a distância percorrida e prevista através da equação de Enright e Sherrill (1998) para indivíduos saudáveis e com DPOC apresentando grau de obstrução leve, moderado e grave, além de comparar a distância percorrida entre os grupos. MÉTODOS: Foram avaliados 90 indivíduos do sexo masculino, sendo 19 saudáveis (grupo 1-G1, idade média de 67 ± 6,6 anos), 24 indivíduos com DPOC apresentando obstrução leve (grupo 2-G2, idade média de 69 ± 11,3 anos), 26 com DPOC moderada (grupo 3-G3, idade média de 71 ± 9,1 anos) e 21 com DPOC grave (grupo 4-G4, idade média de 70 ± 9,4 anos) quanto à distância percorrida, além da distância prevista através da equação. RESULTADOS:Constatou-se diferença significativa (teste t de Student, p < 0,05) ao comparar distância percorrida e prevista para G3 (387 ± 71m vs 456 ± 56m) e G4 (318 ± 97m vs 477 ± 52m), sendo a percorrida menor que a prevista para ambos. Na análise intergrupos, quanto à distância percorrida verificou-se diferença significativa (ANOVA, p < 0,05), sendo que G1 (506 ± 56m) e G2 (452 ± 60m) apresentaram valores maiores (Newman-Keuls, p < 0,05) que G3 (387 ± 71m) e G4 (318 ± 97m), assim como G3 maior que G4. CONCLUSÃO: Conclui-se que quanto maior a limitação ao fluxo aéreo, menor a tolerância ao esforço físico; indivíduos saudáveis e com DPOC leve obtiveram desempenho semelhante, além de mostrar distância percorrida similar à prevista. Assim, o TC6 permite avaliar a capacidade funcional dos indivíduos saudáveis e com DPOC, estimando quanto o grau de obstrução do fluxo aéreo compromete o desempenho físico.

Keywords : Testes funcionais; Distância percorrida; Distância prevista.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese