SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue2Exercise program effectiveness on physical fitness, metabolic profile and blood pressure of hypertensive patientsAcute cardiovascular responses in strenght training conducted in exercises for large and small muscular groups author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

RODRIGUES, André Valentim Siqueira; MARTINEZ, Eduardo Camillo; DUARTE, Antônio Fernando Araújo  and  RIBEIRO, Luiz Carlos Scipião. O condicionamento aeróbico e sua influência na resposta ao estresse mental em oficiais do Exército. Rev Bras Med Esporte [online]. 2007, vol.13, n.2, pp. 113-117. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922007000200009.

O estresse, ao mesmo tempo em que promove a adaptação do ser humano a diferentes situações, em níveis elevados ou se mantidos por longos períodos pode produzir conseqüências para o organismo, acarretando diversos problemas à saúde do indivíduo. A prática de exercício físico e elevada capacidade cardiorrespiratória parecem gerar proteção contra os efeitos indesejados do estresse. O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito do condicionamento físico aeróbico na resposta psicofisiológica a estressores laboratoriais em oficiais do Exército Brasileiro. Para tal, 438 militares realizaram o teste de 12 minutos de Cooper, a fim de avaliar a sua condição cardiorrespiratória. Depois, entre os que percorreram mais de 3.200m (VO2max estimado de 63,01 ± 2,73ml.kg1.min1) e menos do que 2.400m (VO2max estimado de 38,7 ± 1,68ml.kg1.min1), foram selecionados 28 militares, divididos igualmente em dois grupos denominados, respectivamente, de condicionamento superior (GSUP) e de condicionamento inferior (GINF). Após uma medida inicial em repouso, foram aplicados nos sujeitos dois estressores laboratoriais consecutivos, cold stressor e estressor matemático, enquanto se mensurava o nível de condutibilidade da pele (NCP) dos mesmos. Anteriormente ao início dos estressores, os grupos não apresentavam diferença entre si e, quando da aplicação destes, o GSUP apresentou menores valores de NCP que o GINF durante o cold stressor (9,29 ± 0,06µS e 9,40 ± 0,04µS; p = 0,009, respectivamente) e durante o estressor matemático (9,29 ± 0,07µS e 9,39 ± 0,07µS; p = 0,012, respectivamente). Os resultados sugerem que indivíduos com melhor condição cardiorrespiratória tendem a apresentar padrões reduzidos na resposta autonômica ao estresse, como indicado pelo comportamento dos níveis de condutibilidade na pele.

Keywords : Exercício; Militares; Condicionamento cardiorrespiratório; Estressor.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese