SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue4Injuries among professional surfersAssociation between copper plasma concentration and copper-dependent metaloproteins in elite athletes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

OLIVEIRA FILHO, Ciro Winckler de et al. A variação da acuidade visual durante esforços físicos em atletas com baixa visão, participantes de seleção brasileira de atletismo. Rev Bras Med Esporte [online]. 2007, vol.13, n.4, pp. 254-258. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922007000400009.

INTRODUÇÃO E OBJETIVO: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o comportamento da acuidade visual em atletas com baixa visão, durante um protocolo de esforço contínuo. Pesquisas apontam que a acuidade visual apresenta variações de rendimento quando submetida a esforços físicos em sujeitos sem deficiência visual. MÉTODO: A população estudada foi composta por seis pessoas, praticantes de atletismo e integrantes da seleção brasileira em provas de pista. No primeiro dia aplicou-se o teste de esforço físico progressivo, realizado em esteira. No segundo dia realizou-se o teste de esforço contínuo, o qual foi dividido em três níveis, cada um com 15 minutos de duração e 30 minutos de intervalo entre eles. Como delimitador das intensidades aplicadas utilizaram-se os resultados obtidos no teste de físico progressivo (60% do VE pico, limiar de VE e 90% do VE pico). A aferição da acuidade visual aconteceu antes, durante e após cada nível de intensidade no protocolo de esforço contínuo. O teste t de Student foi utilizado para a análise estatística (p < 0,05). RESULTADOS: A acuidade visual apresentou, nos três níveis de esforço, queda de seu desempenho. A variação entre os resultados da aferição da acuidade visual estática inicial e a mensuração da mesma variável ao final da fase de corrida foi de 44,5% no primeiro nível, 52,5% no segundo e 60% no terceiro nível. Os resultados apresentaram maior degradação do componente visual durante as aferições dinâmicas. As fases de recuperação que sucediam os níveis de esforço mais intensos tiveram os melhores resultados da acuidade visual, após o déficit encontrado durante o exercício. CONCLUSÃO: Pode-se inferir que nessa população específica ocorre queda da acuidade visual durante o esforço. Tal fato implica a necessidade de a classificação esportiva ser direcionada para avaliar a funcionalidade visual de cada atleta com baixa visão durante o esforço físico, já que tais variações podem ocorrer durante o mesmo.

Keywords : Atletismo; Deficiência visual e acuidade visual.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese