SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue1Lipidic, cardiorespiratory fitness, and body composition profile of a sample of 8th graders from Canoas/RSEffects of physical exercise on the acute inflammatory edema in Wistar rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

LEMOS, Adriana et al. Desempenho da força em idosas após duas intensidades do exercício aeróbio. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.1, pp. 28-32. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000100005.

O objetivo do presente estudo foi comparar a influência aguda de duas intensidades de característica aeróbia, sobre o número de repetições numa sessão de treinamento de força (TF) em idosas fisicamente ativas. Oito voluntárias (67,5 ± 4,8 anos; 58,6 ± 2,2 kg; 156 ± 5,9 cm) com experiência em ambas atividades, realizaram 20 minutos de caminhada em esteira rolante com intensidades pré-determinadas (60 ou 80% da FCmáx.) e imediatamente após, realizaram uma sessão de TF nos exercícios de pressão de pernas, cadeira extensora e cadeira flexora. Para determinação da carga, foram conduzidos teste e re-teste de 10 repetições máximas (10RM) nos exercícios selecionados, e a FCmáx foi determinada através de teste de esforço máximo em esteira rolante, com protocolo de Balke-Ware. O número de repetições em cada série após cada intensidade aeróbia foi analisado pela ANOVA de medidas repetidas, seguida do teste post-hoc de Scheffé. O número total de repetições em cada exercício e o número total de repetições em cada seqüência foi analisado pelo teste t-student para amostras dependentes. Os resultados dos testes demonstraram reduções significativas no número total de repetições em toda a sessão de treinamento (somatório de todas as repetições de todos os exercícios). Também foram observadas reduções no número de repetições totais por exercício nas diferentes intensidades do treino de característica aeróbia, a 60 e 80% da FCmáx. Verificou-se também que após o exercício aeróbio realizado a 80%, todos os avaliados apresentaram maior grau de cansaço, expresso através da percepção subjetiva de esforço. Tal efeito inibitório ficou mais evidenciado através da análise intersequêncial onde foi observado que a 80% da FCmáx., ocorreu maior redução do desempenho da força. Conclui-se então, que independentemente das intensidades estudadas, 20 minutos de treinamento aeróbio, podem ser suficientes para provocar redução aguda no desempenho da força em idosas fisicamente ativas.

Keywords : treinamento de força; exercícios resistidos; desempenho; treinamento concorrente.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese