SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue4Effects of the low level laser over pain and edema in tendon trauma of ratsBiomechanical analysis of the cryotherapy effects in the treatment of acute muscular injury author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

OLIVEIRA, Ricardo Jacó de et al. Respostas hormonais agudas a diferentes intensidades de exercícios resistidos em mulheres idosas. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.4, pp. 367-371. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000400009.

O treinamento resistido vem sendo apontado como eficaz em retardar o declínio de força e massa muscular que acompanham o envelhecimento; contudo, a resposta hormonal aguda a esse tipo de exercício precisa ser mais bem caracterizada. Os objetivos do presente estudo foram caracterizar e comparar as respostas hormonais agudas resultantes de diferentes intensidades de exercícios resistidos realizados por mulheres idosas. A amostra foi composta por 15 mulheres com idade média de 67,5 anos, as quais realizaram, de forma aleatória, três visitas ao laboratório: 1) exercícios resistidos realizados a 50% de 1-RM (G50); 2) exercícios resistidos realizados a 80% de 1-RM (G80); e 3) sessão controle (GC). Coletas sanguíneas foram realizadas imediatamente antes e após (TO e T1, respectivamente) cada sessão, bem como três e 48 horas após (T2 eT3, respectivamente), para posterior análise hormonal através do método imunoensaio quimiluminescente. ANOVA e ANCOVA foram utilizadas, respectivamente, para examinar diferenças intra e intersessões. Não foram observadas diferenças significativas entre as sessões para nenhum dos hormônios avaliados. EmT2, as concentrações do cortisol encontraram-se significativamente inferiores quando comparados com T0 nas três sessões realizadas, enquanto a testosterona apresentou-se reduzida no T2 do GC. Apenas a sessão G80 induziu elevação transitória significativa da razão testosterona/cortisol e nenhuma das sessões provocou alterações nas concentrações séricas de GH. Conclui-se que exercícios resistidos realizados a 50% ou a 80% de 1-RM não induziram agudamente elevação significativa de cortisol, testosterona ou GH na amostra estudada. Por outro lado, a sessão realizada a 80% de 1-RM promoveu aumento significativo da razão testosterona/cortisol três horas pós-exercício quando comparada com a dos valores basais, em mulheres idosas.

Keywords : treinamento resistido; respostas agudas; idosas; hormônios.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese