SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue4Biomechanical analysis of the cryotherapy effects in the treatment of acute muscular injuryImpact of isolated and combined with diet physical exercise on the HDL, LDL, total cholesterol and triglycerides plasma levels author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

GOBBO, Luís Alberto et al. Validação de equações antropométricas para a estimativa da massa muscular por meio de absortometria radiológica de dupla energia em universitários do sexo masculino. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.4, pp. 376-380. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000400011.

Diferentes equações antropométricas têm sido desenvolvidas e validadas para uso em populações distintas, a partir de modelos multicompartimentais. A absortometria radiológica de dupla energia (DEXA) é uma alternativa multicompartimental de avaliação da composição corporal, ainda pouco utilizada no Brasil para validação e desenvolvimento de equações antropométricas, sobretudo para predição da massa muscular (MM). Assim, o objetivo deste estudo foi validar equações antropométricas para estimativa da MM a partir da DEXA, em universitários brasileiros do sexo masculino. Para tanto, 131 adultos entre 18 e 36 anos (73,9 ± 9,7kg; 177,6 ± 6,4cm; MM = 32,1 ± 3,6kg) foram avaliados por meio da DEXA e de medidas antropométricas (massa corporal, estatura, circunferências e espessura de dobras cutâneas), e analisados mediante utilização de quatro equações preditivas da MM. Foram utilizadas as seguintes análises: estatística descritiva, procedimentos de validação cruzada e análise de concordância (CCI e Bland e Altman). A equação 3 [MM (kg) = E.(0,00744.CBrC2 + 0,00088.CCxC2 + 0,00441.CPantC2) + 2,4.S - 0,048.Id + R + 7,8] de Lee et al. (Am J Clin Nutr 2000;72:796-803) apresentou validade concorrente, para a avaliação da MM (t = 1,13; r = 0,83; EPE = 2,08; diferença média [d] = 0,21). Além desta, a equação 4, dos mesmos autores [MM (kg) = 0,244.MC + 7,8.E + 6,6.S - 0,098.Id + R - 3,3], com baixos valores de EPE (2,20), erro constante (- 0,72), erro total (2,72) e d (- 0,77) e boas concordâncias (moderada a alta) foi sugerida para utilização na amostra estudada. Novos estudos de validação são sugeridos em amostras diferentes, mediante o uso de DEXA como método de referência. Da mesma forma, sugere-se maior utilização de equações antropométricas para avaliação da MM, sobretudo para o monitoramento das alterações na massa muscular em relação aos processos de crescimento, desenvolvimento e envelhecimento e na avaliação do treinamento físico e esportivo.

Keywords : composição corporal; validação cruzada; DEXA; adultos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese