SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue4Validation of anthropometric equations for the estimation of muscular mass by dual energy x-ray absorptiometry in male college studentsMuscle dysmorfia: a comparative analysis between the antropometric criteria and a psychometric scale author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

FAGHERAZZI, Sanmira; DIAS, Raquel da Luz  and  BORTOLON, Fernanda. Impacto do exercício físico isolado e combinado com dieta sobre os níveis séricos de HDL, LDL, colesterol total e triglicerídeos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.4, pp. 381-386. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000400012.

Adequados hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos exercem efeito benéfico sobre as dislipidemias. Se associados, podem ainda otimizar as mudanças do perfil lipoprotéico plasmático, sendo, além disso, intervenções de custo moderado quando comparados com tratamentos medicamentosos e dependentes de alta tecnologia. Este estudo tem por objetivo avaliar o impacto do exercício físico isolado e combinado com dieta sobre o perfil lipídico em indivíduos com sobrepeso/obesos. O presente trabalho é do tipo retrospectivo analítico observacional. Nele foi analisada a evolução do perfil lipídico e do peso, por período entre três e seis meses, de 30 indivíduos, divididos em dois grupos: grupo exercício (prática de exercício físico) e grupo dieta (prática de exercício físico associada à intervenção nutricional). Foram encontradas reduções estatisticamente significativas no CT (-14,4mg/dl; P = 0,022) e no LDL-c (-20,9mg/dl; P = 0,013) para os componentes do grupo exercício. Tal redução também ocorreu em relação à razão CT/HDL-c (-0,9; P = 0,005) para os componentes do grupo dieta. Foi observada elevação dos níveis de HDL-c, apenas no grupo dieta (+4,2 mg/dl). Nesse mesmo grupo verificou-se diminuição no CT (-8mg/dl) e no LDL-c (-9,8mg/dl), bem como redução de peso (-2,6kg), no entanto, tais resultados não foram estatisticamente significativos. Quanto aos níveis de TG, não foi verificada evolução positiva em ambos os grupos. Concluiu-se que o efeito isolado do exercício físico foi mais evidente em relação às variáveis CT e LDL-c. Os TG não sofreram modificações positivas com a prática exclusiva de exercícios físicos ou com sua associação à dieta. Para as variáveis HDL-c e peso, a combinação da dieta com o exercício físico apresentou maiores benefícios.

Keywords : nutrição; atividade física; dislipidemia; obesidade; doenças cardiovasculares.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese