SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue4Impact of isolated and combined with diet physical exercise on the HDL, LDL, total cholesterol and triglycerides plasma levelsInfluence of the acidosis induction manner in the determination of minimal lactate threshold in endurance runners author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

SARDINHA, Aline; OLIVEIRA, Aldair José de  and  ARAUJO, Claudio Gil Soares de. Dismorfia muscular: análise comparativa entre um critério antropométrico e um instrumento psicológico. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.4, pp. 387-392. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000400013.

Os transtornos psiquiátricos relacionados à distorção da auto-imagem corporal são marcados por elevado grau de sofrimento físico e psíquico, associado a perdas sociais e ocupacionais significativas, além de produzirem comportamentos danosos para a saúde física do paciente. A dismorfia muscular (DISMUS) é um subtipo do transtorno dismórfico corporal, que se caracteriza por uma preocupação específica com o tamanho do corpo e com o desenvolvimento dos músculos. É um transtorno presente quase exclusivamente em homens que, apesar da visível hipertrofia, procuram ativamente aumentar sua massa muscular, através de exercícios excessivos, do uso de substâncias ergogênicas e de dietas hiperprotéicas. O presente estudo teve como objetivo avaliar a validade de constructo de um critério antropométrico (Índice B/P - relação entre a perimetria do braço contraído e da perna), anteriormente proposto, para suspeita diagnóstica de DISMUS. Uma amostra (n = 100) de homens, praticantes de treinamento de força, com idade entre 18 e 35 anos, teve suas medidas antropométricas comparadas os os escores obtidos em uma escala usada para o diagnóstico da DISMUS (MASS - Muscle Appearance Satisfaction Scale) e também com as medidas de um grupo de indívíduos de características semelhantes, avaliados com o objetivo de obter orientação para a prática de exercícios físicos (n = 313). A análise dos resultados indica que um indivíduo com índice B/P > 1 possuem alta probabilidade de apresentar um escore indicativo de DISMUS no instrumento MASS e sugere ser coerente a aplicação do índice B/P como um indicador antropométrico válido para o diagnóstico de DISMUS. O critério B/P pode ser um potente instrumento usado por profissionais da área de exercício para auxiliar no diagnóstico e tratamento precoce desses indivíduos.

Keywords : imagem corporal; cineantropometria; fortalecimento muscular; anabolizantes; transtornos psiquiátricos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese