SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Post-exercise pressoric responses of exercises performed at different loads by normotensive women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

KEMPER, Carlos et al. Efeitos da natação e do treinamento resistido na densidade mineral óssea de mulheres idosas. Rev Bras Med Esporte [online]. 2009, vol.15, n.1, pp. 10-13. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000100002.

Exercícios com impacto como caminhada, saltos, corridas e exercícios resistidos são muito utilizados para prevenção da perda óssea em idosas. No entanto, poucos são os estudos que relatam os efeitos da natação na manutenção da massa óssea em mulheres idosas. Portanto, o objetivo deste estudo foi comparar os efeitos da natação com o treinamento resistido na densidade mineral óssea (DMO) de mulheres idosas. Vinte e três mulheres com idade média de 63,9 ± 6,49 anos foram divididas em dois grupos: 1) grupo natação (NAT, n = 13, que) treinou em intensidade entre 60 e 90% da freqüência cardíaca de reserva; 2) grupo treinamento resistido (TR, n = 10), que treinou os principais grupamentos musculares com três séries a 80% de 1RM. Os dois grupos praticaram três vezes por semana com uma hora de duração para cada sessão, durante seis meses. A DMO do colo do fêmur e da coluna lombar (L2-L3-L4) foi mensurada através de DXA antes (T0) e após seis meses de treino (T6). Os resultados mostraram que as médias para a DMO lombar em T0 (0,9250 ± 0,1506g/cm2) e T6 (0,9303 ± 0,1269g/cm2) para o NAT e em T0 (0,9739 ± 0,1249g/cm2) e T6 (0,9737 ± 0,1317g/cm2) para o TR não foram diferentes quando comparadas intra ou intergrupos. De modo similar, não houve diferenças entre a DMO do colo do fêmur em T0 (0,7784 ± 0,1523g/cm2) e T6 (0,7905 ± 0,1610g/cm2) para o NAT e T0 (0,7546 ± 0,1360g/cm2) e T6 (0,7522 ± 0,1421g/cm2) para o TR. Os resultados deste estudo não demonstraram diferenças na DMO entre NAT e TR após seis meses de treino; e que tanto TR quanto NAT não produzem aumentos significativos na DMO de mulheres idosas nesse período.

Keywords : pós-menopausa; osteoporose; exercício; massa óssea; DXA.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese