SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Post-exercise pressoric responses of exercises performed at different loads by normotensive womenType 1 diabetes mellitus in the lack of autonomic neuropathy does not alter the sudoresis rate in exercise author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

SIMON, Karen Muriel; HASS, Ana Paula; ZIMMERMMAN, Jorge Luiz  and  CARPES, Marta Fioravanti. Índice prognóstico de mortalidade BODE e atividade física em doentes pulmonares obstrutivos crônicos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2009, vol.15, n.1, pp. 19-22. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000100004.

INTRODUÇÃO E OBJETIVO: A DPOC é importante causa de mortalidade no mundo. Para predizer a mortalidade em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), o índice BODE é utilizado e sua pontuação pode ser reduzida com a prática de atividade física. Este estudo objetiva verificar a associação entre o índice BODE com atividade física em indivíduos com DPOC. MÉTODOS: Foi calculado o índice BODE usando as variáveis: distância no teste da caminhada de seis minutos (TC6'); Medical Research Council Dyspnea Score (MRC); índice de massa corpórea (IMC) e grau de obstrução ao fluxo aéreo (VEF1). Os indivíduos foram divididos em grupos classificados em ativos fisicamente (AF) e inativos fisicamente (IF). O teste do qui-quadrado foi utilizado para testar a independência das variáveis. O teste t foi utilizado para comparar as variáveis TC6', MRC, IMC, VEF1 entre os grupos de indivíduos AF e IF. RESULTADOS E CONCLUSÃO: Em 38 pacientes com moderada e grave obstrução ao fluxo aéreo (36,5 ± 11,9), o valor médio do BODE foi de 4,1 ± 2,1 para o grupo de indivíduos AF; para o grupo de indivíduos IF, o valor médio do BODE foi de 6 ± 2,2. Houve diferença significativa na comparação das variáveis TC6', MRC, BODE entre os grupos. Existiu maior ocorrência de indivíduos que praticam atividade física de se situar nos quartis um e dois e os indivíduos que não praticam atividade física se situarem nos quartis três e quatro. A existência da maior pontuação do BODE para os pacientes com DPOC considerados inativos fisicamente sustenta o conceito geral de que a inatividade aumenta o risco de morte.

Keywords : doença obstrutiva; exercício; espirometria.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese