SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue2Acute physiological effects of taurine content of an energy drink in physically active subjectsEffect of clinical treatment of a long distance runner presenting exercise-induced bronchoespasm: a case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

PANISSA, Valéria Leme Gonçalves et al. Exercício concorrente: análise do efeito agudo da ordem de execução sobre o gasto energético total. Rev Bras Med Esporte [online]. 2009, vol.15, n.2, pp. 127-131. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000200009.

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito da ordem de execução dos exercícios de força e aeróbio sobre o gasto energético total na sessão. Para isso, dez homens tiveram seu consumo de oxigênio medido continuamente durante as seguintes sessões: aeróbio-força (AF) e força-aeróbio (FA). O exercício aeróbio consistiu de 30 minutos de corrida na esteira a 90% da velocidade do limiar anaeróbio. A sessão de força foi composta de quatro exercícios, na qual os participantes realizavam três séries de 12 repetições a 70% de 1RM. A concentração de lactato sanguíneo [La] foi mensurada após cada exercício de força e nos minutos 10, 20 e 30 do exercício aeróbio. A [La] durante a execução do exercício aeróbio permaneceu maior (p < 0,05) na situação FA quando comparado com a AF aos 10 (FA = 5,1 ± 1,3mmol.l-1; AF = 3,2 ± 1,0mmol.l-1), 20 (FA = 4,2 ± 1,0mmol.l-1; AF = 3,0 ± 0,9mmol.l-1) e 30 minutos (FA = 3,9 ± 1,3mmol.l-1; AF = 3,4 ± 1,1mmol.l-1). O gasto energético total não diferiu entre as ordens de exercício (FA = 2.793 ± 811kJ; AF = 2.893 ± 903 kJ; p > 0,05), indicando que a ordem de execução não afetou significativamente o gasto energético.

Keywords : aeróbio; treinamento de força; exercício concorrente; gasto energético.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese