SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue5Effect of the Use of the Active Ankle System Stabilizer in The Vertical Jump Height in Volleyball PlayersPhysical exercise dependence: mood, quality of life in amateur and professional athletes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

SELISTRE, Luiz Fernando Approbato; TAUBE, Oswaldo Luiz Stamato; FERREIRA, Luciano Maia Alves  and  BARROS JR, Edson Alves. Incidência de lesões nos jogadores de futebol masculino sub-21 durante os Jogos Regionais de Sertãozinho-SP de 2006. Rev Bras Med Esporte [online]. 2009, vol.15, n.5, pp. 351-354. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000600006.

INTRODUÇÃO: O futebol, o esporte mais popular e praticado pelo mundo, é também uma das modalidades esportivas onde o atleta é submetido a diversos tipos e intensidades de esforços. Atualmente essa modalidade sofreu modificações, deixando de dar ênfase à técnica e passando a privilegiar os componentes físicos, aumentando assim a probabilidade da ocorrência de lesões. OBJETIVO: Realizar um levantamento epidemiológico das lesões no Futebol de Campo Sub-21 durante os 50°s Jogos Regionais de Sertãozinho de 2006. METODOLOGIA: Este é um trabalho do tipo epidemiológico descritivo e analítico, com desenho transversal. Realizou-se o acompanhamento de todas as partidas da modalidade, registrando as lesões ocorridas, seguido de um levantamento e caracterização das lesões. As mesmas foram classificadas de acordo com seu perfil e segmento anatômico, posteriormente divididas por posição dos atletas. RESULTADOS: Houve maior incidência das lesões nos membros inferiores, com 127 (74,7%); quanto ao perfil, as lesões musculares foram mais prevalentes, com 64 (37,6%) lesões. Os atletas do meio-campo foram os mais acometidos, com 72 (42,4%) lesões. Dentro da classe de goleiros e defensores a maior prevalência de contusões foi de sete (63,6%) e 11 (50%), respectivamente. Já os atacantes, laterais e meio-campistas apresentaram como predomínio as lesões musculares, sendo os primeiros com 11 (36,7%), seguidos de 12 (34,3%) dos laterais e 33 (45,8%) dos meio-campistas. CONCLUSÃO: Constatou-se que ocorreu maior índice de lesões em membros inferiores, sendo estas caracterizadas como as musculares de maior prevalência. Demonstrou-se ainda que as lesões apresentadas estão diretamente relacionadas com as características de cada posição.

Keywords : atleta; epidemiologia; membros inferiores.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese