SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue2Body image and risk behavior for eating disorders in professional ballet dancersIsokinetic muscular assessment of the shoulder joint in athletes from the male under-19 and under-21 Brazilian volleyball teams author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

COSTA, João Bruno Yoshinaga et al. Influência do estado de treinamento sobre o comportamento da pressão arterial após uma sessão de exercícios com pesos em idosas hipertensas. Rev Bras Med Esporte [online]. 2010, vol.16, n.2, pp. 103-106. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922010000200005.

INTRODUÇÃO: São escassas as investigações envolvendo o efeito hipotensivo pós-esforço dos exercícios com pesos em idosos e hipertensos. OBJETIVO: Verificar o comportamento da pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD) e média (PAM) após uma sessão de exercícios com pesos em idosas hipertensas treinadas e não treinadas. MÉTODOS: Participaram do estudo 15 mulheres (66 ± 4 anos; 63,9 ± 9,1kg; 1,6 ± 0,1m) divididas em grupo treinadas (GT; n = 6) e grupo não treinadas (GNT; n = 9). A amostra foi submetida aleatoriamente a uma sessão controle (SC), na qual permaneceram sentadas em repouso por 40 min e a uma sessão experimental (SE), realizando sete exercícios com pesos executados em duas séries de 10-15 repetições máximas. A pressão arterial foi verificada pelo método auscultatório após 10 min de repouso no período pré-exercício e em ciclos de 15 min durante 1h após o término da sessão. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças entre os grupos para as variáveis analisadas no período pré-exercício. A análise de variância para medidas repetidas identificou, no GT, PAS significativamente menor no 30º min após o exercício comparado com o repouso (P = 0,03) durante a SE e nenhuma diferença na SC. O GNT apresentou reduções na PAS (P < 0,001) e na PAM (P < 0,01) nos 15, 30, 45 e 60 min pós-esforço e na PAD (P = 0,02) nos 15º e 30º min, comparados com as medidas de repouso, durante a SE. Na SC houve aumentos na PAS (P = 0,006) e na PAM (P = 0,04) imediatamente após e nos 15, 45 e 60 min pós-exercício. CONCLUSÃO: Os resultados indicaram que uma sessão de exercícios com pesos é capaz de promover hipotensão pós-exercício em mulheres idosas e hipertensas, sendo mais consistente nas não treinadas.

Keywords : hipotensão pós-exercício; envelhecimento; treinamento de força.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese