SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número3Efeito do nível de condicionamento físico e da hidratação oral sobre a homeostase hídrica em exercício aeróbicoRespostas metabólicas à suplementação com frutose em exercício de força de membros inferiores índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692

Resumo

BRUNETTO, Daniela; RIBEIRO, Jerri Luiz  e  FAYH, Ana Paula Trussardi. Efeitos do consumo agudo de cafeína sobre parâmetros metabólicos e de desempenho em indivíduos do sexo masculino. Rev Bras Med Esporte [online]. 2010, vol.16, n.3, pp.171-175. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922010000300003.

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do consumo agudo de cafeína sobre a oxidação de lipídeos e desempenho durante o exercício aeróbico. Foram avaliados 15 indivíduos do sexo masculino, com idade média de 22,3 ± 2,7 anos, que realizaram teste de cargas progressivas em esteira rolante para determinação do consumo máximo de oxigênio (VO2máx) e limiares ventilatórios (LV). Cada voluntário realizou três testes submáximos na intensidade de 10% abaixo do segundo LV, sendo orientados a permanecer em exercício até a exaustão. Trinta minutos antes de cada teste submáximo, foram ingeridos 250ml de uma das bebidas compostas por: café com adoçante (CAD), café com açúcar (CA) e café descafeinado com adoçante (CD). Durante o exercício, os indivíduos foram monitorados pelo ergoespirômetro e frequencímetro. A oxidação de lipídeos foi predita pelo quociente respiratório (QR) durante o teste, e o desempenho foi verificado pelo tempo de exercício. Para comparar os resultados de QR e tempo de exercício entre os grupos, foi utilizado Anova fatorial, e considerou-se significância estatística um valor de p < 0,05. A média de VO2máx foi de 50,18 ± 9,9ml/kg/min. Com a ingestão de CAD, a média do QR foi de 0,98 ± 0,18 e o tempo médio em exercício foi de 24,1 ± 17,04 minutos. Com a ingestão de CA, a média do QR foi de 0,96 ± 0,2 e o tempo médio em exercício foi de 24,4 ± 17,8min. No teste com ingestão de CD, a média do QR foi de 1,01 ± 0,24 e a média do tempo em exercício foi de 20,6 ± 9,7min. Não houve diferença significativa entre os testes nos valores do QR e nem tempo de exercício (p = 0,697 e p = 0,598, respectivamente). A cafeína não aumentou a oxidação de lipídeos nem o desempenho de indivíduos jovens do sexo masculino.

Palavras-chave : café; exercício aeróbico; recurso ergogênico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons