SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número3Respostas metabólicas à suplementação com frutose em exercício de força de membros inferioresEfeitos da suplementação prolongada de creatina mono-hidratada sobre o desempenho anaeróbio de adultos jovens treinados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692

Resumo

HAAS, Aline Nogueira; GARCIA, Anelise Cristina Dias  e  BERTOLETTI, Juliana. Imagem corporal e bailarinas profissionais. Rev Bras Med Esporte [online]. 2010, vol.16, n.3, pp.182-185. ISSN 1517-8692.  https://doi.org/10.1590/S1517-86922010000300005.

A imagem corporal é um tema que sempre está em evidência quando se aborda a dança em suas diferentes modalidades. A busca da imagem corporal ideal em bailarinas vai além dos parâmetros da população em geral e, na medida em que elas se tornam profissionais, a necessidade de manter o peso adequado vai aumentando. Este estudo tem como objetivo verificar o nível de satisfação de bailarinas de balé clássico e de dança jazz com sua imagem corporal, identificando as diferenças e semelhanças entre os dois grupos. Pretende-se ainda identificar semelhanças e diferenças no nível de satisfação com a imagem corporal de bailarinas clássicas de países diferentes. Trata-se de uma pesquisa de campo descritiva. A amostra foi composta por 15 bailarinas adultas profissionais de balé clássico e 16 bailarinas de dança jazz de Porto Alegre, RS, Brasil, e por nove bailarinas adultas profissionais radicadas em Nova Iorque, Estados Unidos. O instrumento utilizado para avaliar o nível de satisfação com a imagem corporal foi o Questionário de Imagem Corporal - BSQ, que mede o grau de preocupação com a forma do corpo, a autodepreciação devido à aparência física e a sensação de estar gordo. Os dados foram analisados com auxílio do programa estatístico SPSS 15.0. Para a comparação dos dados foram aplicados os testes Qui-quadrado e Anova, sendo considerados significativos valores de p < 0,05. Os resultados encontrados mostram que as bailarinas, independente de sua modalidade de escolha, apresentam níveis de insatisfação e distorção de sua imagem corporal. Não houve diferenças estatisticamente significativas (p = 0,96) entre os três grupos avaliados. Destaca-se, em conclusão, a importância de estudos sobre imagem corporal em grupos considerados de risco, visando a identificação de distúrbios graves em concomitância com transtornos do comportamento alimentar, que trazem consequências nocivas para a saúde de bailarinas.

Palavras-chave : balé clássico; dança jazz; imagem corporal; bailarinas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons