SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue5Exercise effects on serum levels of creatine kinase in ultra-distance triathletes in the course of a competition periodMetabolic (mal) adaptations to training continuum: misconceptions of terminology and diagnosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

TEODORO, Bruno Gonzaga; NATALI, Antônio José; FERNANDES, Sílvio Anderson Toledo  and  PELUZIO, Maria do Carmo Gouveia. A influência da intensidade do exercício físico aeróbio no processo aterosclerótico. Rev Bras Med Esporte [online]. 2010, vol.16, n.5, pp. 382-387. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922010000500013.

A aterosclerose é um processo inflamatório crônico e degenerativo que acomete os vasos, sendo caracterizada pelo acúmulo de lipídeos no espaço subendotelial da íntima, acúmulo de células inflamatórias e elementos fibrosos. A oxidação de LDL-c parece ser o principal evento para o início da aterosclerose. O exercício físico aeróbio melhora os sistemas de defesa orgânicos contra aterosclerose, diminuindo o estresse oxidativo e aumentando a síntese de enzimas antioxidantes; aumento da vasodilatação via óxido nítrico (NO) e óxido nítrico sintase endotelial (eNOS) e diminuição da inflamação sistêmica com produção de citocinas pró-inflamatórias e aumento de fatores anti-inflamatórios. Porém, de maneira aguda, o exercício aeróbio de alta intensidade aumenta o risco de desenvolvimento de eventos cardiovasculares e, de forma crônica, pode atuar negativa ou positivamente na prevenção do processo aterosclerótico.

Keywords : Exercício Aeróbico; Aterosclerose; Intensidade do exercício.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese