SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue1Acute effect of static stretching in agonist muscle on the levels of activation and on strength performance of trained menInjury of the external obturator muscle in professional soccer athletes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

HALLAL, Camilla Zamfolini; MARQUES, Nise Ribeiro  and  GONCALVES, Mauro. Razão eletromiográfica de músculos estabilizadores do ombro durante a execução de exercícios com haste oscilatória. Rev Bras Med Esporte [online]. 2011, vol.17, n.1, pp. 31-35. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922011000100006.

Os processos de dor e disfunção do ombro são muito comuns e demandam grande atenção por parte dos profissionais que treinam e reabilitam esta articulação. O excesso de ativação do músculo trapézio superior (TS) combinado com a diminuição da ativação do trapézio inferior (TI) têm sido proposto como fator contribuinte para lesões no ombro. Diversos equipamentos são usados no treinamento e reabilitação destes músculos como faixas elásticas, cargas livres e, recentemente, hastes oscilatórias. Apesar de muito utilizada no contexto clínico e desportivo, pouco se sabe acerca dos efeitos destas hastes sobre o recrutamento dos músculos estabilizadores de ombro. Assim, o objetivo do presente estudo foi determinar a razão de ativação entre os músculos TS e TI em diferentes exercícios realizados com haste oscilatória. Participaram do estudo 12 indivíduos do sexo feminino, jovens (20,4 ± 2,0 anos), fisicamente ativas. O sinal eletromiográfico dos músculos TS e TI foi coletado durante a execução de três diferentes exercícios realizados com a haste oscilatória. A análise dos dados eletromiográficos foi feita a partir dos valores de root mean square (RMS) pelo cálculo da razão entre os músculos TS e TI para cada exercício. Para análise estatística foram utilizados os testes ANOVA para medidas repetidas e post hoc de Bonferroni, considerando como nível de significância p < 0,05. O exercício III apresentou menor razão entre os músculos TS e TI (0,722), seguido pelos exercícios I e II, respectivamente (0,876 e 0,995). CONCLUSÃO: O uso da haste oscilatória em exercícios executados unimanualmente no plano sagital e com a haste perpendicular ao solo são recomendados para o treinamento e reabilitação dos músculos estabilizadores da escápula por promoverem menor ativação do TS em relação o TI

Keywords : reabilitação do ombro; equilíbrio muscular; escápula; eletromiografia.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese