SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue4Evaluation of the nutritional knowledge of professional track and field and triathlon athletesPhoto silhouettes for assessment of body image of bodybuilders author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

CANUTO, Philippe Manoel de Barros Carvalho et al. Influência do treinamento resistido realizado em intensidades diferentes e mesmo volume de trabalho sobre a pressão arterial de idosas hipertensas. Rev Bras Med Esporte [online]. 2011, vol.17, n.4, pp. 246-249. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922011000400006.

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença de natureza multifatorial com alta prevalência na população idosa, sendo o exercício resistido (ER) preconizado para aquela moléstia. No entanto, a literatura carece de trabalhos que evidenciem o efeito hipotensor agudo do ER em idosos hipertensos. O objetivo do presente estudo foi comparar o efeito da hipotensão pós-exercício (HPE) durante 60 minutos entre duas sessões de exercícios resistidos realizados com intensidades diferentes, mas com igual relação carga-repetição em idosas hipertensas. A amostra foi composta de 32 mulheres, divididas aleatoriamente em dois grupos, contendo 16 pacientes no grupo com carga de leve intensidade (G1) e 16 pacientes no grupo com carga de alta intensidade (G2), porém, ambos com mesmo volume de treinamento. Após duas semanas de adaptação, as idosas realizaram três sessões de exercício resistido e logo em seguida foram aferidas as pressões arteriais sistólica e diastólica durante uma hora, a cada 10 minutos. Para a análise estatística, utilizaram-se os testes t de Student para amostras independentes, exato de Fischer e a análise de variância (ANOVA) com uma entrada. Considerou-se significativo p < 0,05. Não houve diferença significativa das pressões arteriais sistólica e diastólica pós-exercício entre os indivíduos dos grupos G1 e G2, bem como intragrupo. No entanto, observou-se tendência à redução pressórica no grupo G1 quando comparado ao grupo G2. Nossos dados sugerem que a sequência de exercícios resistidos com duração de três sessões não resultou em HPE em idosas hipertensas, não havendo diferenças significativas quanto às pressões sistólica e diastólica entre os grupos com intensidades leve e alta.

Keywords : exercício; pressão arterial; idoso; treinamento.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese