SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue1Resistance training influence on the quality of life of hypertensive elderly womenTranslation and cultural adaptation to Brazilian portuguese of the western ontario shoulder instability index (WOSI) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

BRAUN, Aline; HERBER, Vanessa  and  MICHAELSEN, Stella Maris. Relação entre nível de atividade física, equilíbrio e qualidade de vida em indivíduos com hemiparesia . Rev Bras Med Esporte [online]. 2012, vol.18, n.1, pp. 30-34. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922012000100006.

INTRODUÇÃO: A atividade física proporciona benefícios sobre o sistema neurológico, em particular, sobre as deficiências motoras e de equilíbrio, sendo estes déficits importantes em indivíduos com sequelas após acidente vascular encefálico (AVE). OBJETIVO: Avaliar a relação existente entre o equilíbrio e nível de confiança no equilíbrio com o nível de atividade física e com a qualidade de vida (QV) de indivíduos com hemiparesia após AVE. Método: Participaram 19 indivíduos (57,8 ± 14,1 anos) com hemiparesia crônica (44,1 ± 37,9 meses). Avaliou-se o perfil de atividade humana (PAH), o nível de confiança no equilíbrio (ABC), o equilíbrio funcional (BERG) e a QV (EQVE­AVE). Os dados foram submetidos ao teste de coeficiente de correlação de Spearman. RESULTADOS: O PAH ajustado apresentou uma correlação positiva forte para o BERG (ρ = 0,73) e uma correlação positiva moderada para o ABC (ρ = 0,64). A QV (total) e os domínios de papéis familiares e mobilidade da EQVE-AVE apresentaram correlações moderadas para BERG e ABC (ρ entre 0,53 e 0,67). O PAH total e ajustado apresentaram correlação positiva moderada com os domínios mobilidade (respectivamente, ρ = 0,48 e ρ = 0,71), autocuidado (ρ = 0,48 e ρ = 0,65), função do membro superior (ρ = 0,56 para ambos) e visão (ρ = 0,49 e ρ = 0,69). CONCLUSÃO: Sugere-se que quanto mais ativo o indivíduo se apresenta melhor será seu equilíbrio e sua confiança no equilibrar-se, tanto na realização das atividades de vida diária (AVDs) como também nas atividades físicas, com um impacto positivo na sua QV. Diante disto, é de extrema importância o desenvolvimento de programas de atividade física voltados para indivíduos com hemiparesia após AVE.

Keywords : aptidão física; mobilidade; acidente vascular encefálico.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese