SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número3Comparative study of two protocols of eccentric exercise on knee pain and function in athletes with patellar tendinopathy: randomized controlled studyUse of biophotogrammetry for assessment of trunk flexibility índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versión impresa ISSN 1517-8692

Resumen

NUNES, Valquíria et al. Avaliação do déficit de rotação medial e do encurtamento posterior do ombro em jogadores profissionais de basquetebol. Rev Bras Med Esporte [online]. 2012, vol.18, n.3, pp. 171-175. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922012000300007.

O arremesso destaca-se como um dos principais gestos que envolvem a articulação do ombro. Atletas que praticam arremessos acima da cabeça possuem maior propensão a desenvolver lesões no ombro e podem apresentar significativo aumento da rotação lateral (RL) e diminuição da rotação medial (RM). O déficit de RM é chamado GIRD (glenohumeral internal rotation deficit). O objetivo do estudo foi verificar a existência de alterações na mobilidade da articulação glenoumeral em atletas profissionais de basquetebol, bem como verificar se existe correlação entre a ADM de RM e o encurtamento posterior do ombro. MÉTODO: Foram avaliados 19 jogadores profissionais de basquetebol. A mensuração da RM e RL do ombro foi realizada através dos métodos de goniometria e biofotogrametria, e também foi realizado o teste para encurtamento posterior do ombro. RESULTADOS: Não foram observadas diferenças significantes entre os gêneros e também entre as rotações (RL e RM) quando comparados o ombro dominante e o não dominante, assim como, no teste de encurtamento posterior, não foram observadas diferenças estatisticamente significantes. Não houve correlações entre a diminuição de RM e o teste para encurtamento posterior do ombro. CONCLUSÃO: Alterações na mobilidade da articulação glenoumeral em atletas profissionais de basquetebol não foram encontradas nessa amostra, assim como não houve correlação entre a ADM de RM e o encurtamento posterior do ombro.

Palabras clave : arremesso; cápsula posterior; amplitude de movimento.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · Inglés (pdf) | Portugués (pdf) Portugués (epdf)