SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue1Assessment of Wistar rats soleus ovariectomized and remobilized in waterPredictive validity of VO2máx measurement and estimates in Mountain Bikers' performance author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

MOREIRA, Alexandre et al. Imersão em água fria não acelerou a recuperação após uma partida de futsal. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.1, pp.40-43. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-86922015210101578.

INTRODUÇÃO:

a imersão em água fria (IAF) é uma estratégia popular de recuperação, no entanto, há poucas evidências sobre a eficácia desse método no contexto do esporte.

OBJETIVO:

investigar o efeito da IAF sobre a dor muscular e o desempenho anaeróbio após uma partida de Futsal.

MÉTODOS:

dez jogadores participaram de duas partidas simuladas, seguidas por duas condições de recuperação randomizadas (IAF ou repouso passivo), separadas por sete dias. Durante as intervenções de recuperação, os jogadores permaneceram sentados em uma posição confortável (C) ou foram imersos em uma piscina com água fria (condição IAF; 15±1ºC) por 12 minutos. A avaliação da dor muscular, o teste de salto movimento contra (SCM), o teste de saltos repetidos (TSR) e o teste de sprints repetidos (TSPR) foram realizados antes da partida (PRÉ), imediatamente após a intervenção de recuperação (P1) e 24h depois da intervenção de recuperação (P2).

RESULTADOS:

foi observado aumento na sensação de dor muscular após a partida de Futsal para ambas as intervenções (IAF e C) (P1 e P2, p <0,05); no entanto, não houve diferença entre as intervenções (IAF e C; p> 0,05). Houve diminuição no desempenho anaeróbio (SCM, TSR e TSPR) imediatamente após a intervenção IAF quando comparado ao C (P1, p <0,05). Não houve diferença no desempenho anaeróbio entre as duas condições no P2 (IAF e C; p> 0,05).

CONCLUSÃO:

a IAF não melhorou a recuperação relacionada à dor muscular e o desempenho anaeróbio de jogadores de Futsal.

Keywords : fadiga; dor muscular; salto vertical; capacidade de sprints repetidos.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )