SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2Fatores associados à prática de atividade física habitual em mulheresÍndice tornozelo-braço nos pacientes submetidos à programa de exercício supervisionado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692

Resumo

MIRANDA, João Marcelo de Queiroz et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade infantil em instituições de ensino: públicas vs. privadas. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.2, pp.104-107. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152102143660.

INTRODUÇÃO:

dados epidemiológicos indicam que a obesidade infantil está aumentando na população brasileira e é apontada como um fator de risco para o desenvolvimento precoce de doenças crônicas. A obesidade tem sido caracterizada pelo aumento do tecido adiposo e do peso corporal.

OBJETIVO:

diagnosticar e comparar a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da rede pública EPU e privada EPR. Além disso, foi feita uma correlação entre o IMC e o percentual de gordura corporal em crianças de ambos os sexos.

MÉTODOS:

foram avaliadas variáveis antropométricas IMC e DOC de meninos n = 91 e meninas n = 109 entre 8 e 10 anos de idade. Foi observada maior prevalência de sobrepeso em meninos 19,6% e meninas 25,5% da EPR em comparação com meninos 6,7% e meninas 8,1% da EPU. O nível de obesidade também foi maior em meninos 34,8% e meninas 31,9% da EPR quando comparado com meninos 6,7% e meninas 6,5% da EPU. Obteve-se correlação positiva entre as variáveis de IMC e percentual de gordura corporal de meninos r = 0,82 e meninas r = 0,85.

RESULTADOS:

os resultados sugerem que, apesar do aumento em todas as classes sociais, o sobrepeso e a obesidade mostram-se mais presentes naqueles com poder econômico maior, verificando-se, portanto, uma relação socioeconômica. Essa constatação pode levar a um estado de saúde mais próximo do polo negativo.

CONCLUSÃO:

a análise do IMC demonstrou ser um índice para determinação eficiente de sobrepeso e obesidade em crianças.

Palavras-chave : obesidade; indicadores econômicos; índice de massa corporal.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )