SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2Respostas mecânicas da musculatura do joelho de bodyboarders de alto nível durante o desempenhoO uso do carboidrato antes da atividade física como recurso ergogênico: revisão sistemática índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692

Resumo

SANTIAGO, Ladyodeyse da Cunha Silva et al. Efeito de uma sessão de treinamento de força sobre a qualidade do sono de adolescentes. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.2, pp.148-152. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152101144430.

INTRODUÇÃO:

o sono é uma função biológica fundamental para a conservação da energia e a restauração do metabolismo energético.

OBJETIVO:

analisar o efeito de uma sessão do treinamento de força realizada em diferentes horários sobre a qualidade do sono de adolescentes e examinar se a relação entre a melhoria da qualidade do sono e o horário da sessão de treino se altera após o ajuste para idade.

MÉTODOS:

participaram do estudo seis estudantes do sexo masculino moradores internos do IFPE - Campus Vitória de Santo Antão, PE, Brasil. Foram realizadas três sessões de treinamento de força em diferentes horários manhã, tarde e noite, durante 12 semanas. A escala OMINI-RES foi utilizada para percepção do esforço. A qualidade do sono foi avaliada pelo Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh PSQI. Ainda foram avaliadas variáveis antropométricas massa corporal, estatura, IMC e a composição corporal % gordura, massa gorda e massa magra.

RESULTADOS:

foram observadas diferenças entre as sessões de treino realizadas em diferentes horários e a diagnose de qualidade do sono manhã: P < 0,001; tarde: P = 0,001; noite: P = 0,047. Houve correlação entre a sessão de treino realizada pela manhã r = 0,95 e à tarde r = 0,92 e a diagnose de qualidade do sono. Utilizando o modelo de regressão linear, as sessões de treinamento de força realizadas pela manhã R2= 0,91 e tarde R2= 0,75 explicaram de forma significativa a melhora da qualidade do sono em adolescentes, mesmo após o controle pela idade.

CONCLUSÃO:

as sessões de treinamento de força realizadas pela manhã e tarde apresentaram melhor resposta de qualidade do sono de adolescentes.

Palavras-chave : exercício físico; distúrbios do sono; adolescência.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )