SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue3Weight exercise on affective and perceptual responsesThermogravimetric analysis of articular cartilage of exercised rats after immobilization author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Abstract

SOLIAMAN, Renato Rozenblit et al. A influência do treinamento na discinesia escapular em jogadoras de voleibol: um estudo prospectivo. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.206-209. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152103141309.

INTRODUÇÃO:

No movimento de ataque, o equilíbrio do ritmo escapulotorácico exerce papel fundamental na eficiência do gesto esportivo, sendo a discinesia escapular comumente associadas a lesões específicas do ombro do arremessador. Dentre suas causas é frequentemente relatada a fadiga muscular consequente ao uso excessivo da musculatura periescapular.

OBJETIVO:

Avaliar a influência do treinamento na presença de discinesia escapular em atletas de voleibol.

MÉTODOS:

Trata-se de um estudo de coorte prospectivo, no qual foram avaliadas 12 atletas do gênero feminino praticantes de voleibol, que não possuíam cirurgias prévias nos ombros e praticavam no mínimo 10 horas de treinos semanais. Foi realizada avaliação pré e pós treino, no qual realizavam 30 min de aquecimento e 120 min de treino específico da modalidade. A discinesia escapular foi avaliada em 'SIM' ou 'NÃO', definida de acordo com a presença ou ausência de alterações no padrão de movimento escapulotorácico, respectivamente.

RESULTADOS:

A prevalência de discinesia nesta população foi identificada em nove das doze atletas na avaliação pré-treino (75%) e após a realização do treinamento uma atleta que não apresentava inicialmente alteração evoluiu com o padrão de discinesia, resultando na prevalência acumulada de 10 atletas (83%) nesta população.

CONCLUSÃO:

Concluiu-se que uma única sessão de treinamento foi capaz de aumentar a prevalência de discinesia escapular em 8% (ou uma atleta) das atletas de voleibol.

Keywords : voleibol; discinesias; escápula; fadiga.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )