SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue3Isokinetic evaluation of Brazilian 5-a-side teamAssociation between BMI and body coordination test for children (KTK). A meta-analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Abstract

LOPES, Charles Ricardo et al. Efeitos do alongamento passivo no desempenho de séries múltiplas no treinamento de força. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.224-229. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152103145780.

INTRODUÇÃO:

Recentemente, a prática de exercícios de alongamento tem sido relacionada a déficit no desempenho de atividades força-dependentes. Entretanto, pouco se sabe sobre seu efeito ao longo de séries múltiplas no treinamento de força.

OBJETIVO:

Determinar o efeito do alongamento passivo extensivo no desempenho de séries múltiplas e da dor percebida no treinamento de força.

MÉTODOS:

A amostra foi composta de 12 homens experientes com treinamento de força. O protocolo consistiu de três sessões. A primeira serviu como familiarização e determinação de 10 repetições máximas no supino reto (T10RM). A segunda e terceira condições foram aleatorizadas entre os sujeitos, sendo uma realizada com a avaliação do supino reto (SR) sem alongamento prévio (SEMA), e a outra com alongamento prévio (COMA). O protocolo de alongamento consistiu de seis séries de 45 seg de alongamento por 15 seg de intervalo visando o músculo peitoral maior. A intensidade do alongamento foi mantida entre 70 e 90% da percepção subjetiva de desconforto. Antes e após o exercício, a dor local foi avaliada por meio de breve alongamento e palpação. A Análise de Variância ANOVA (2x6) com medidas repetidas foi utilizada para comparar o número de repetições. One-way ANOVA foi utilizada para comparar a carga da primeira série de cada condição (T10RM/SEMA/COMA). O teste-t de Student foi utilizado para comparar a carga total com a dor.

RESULTADOS:

Observou-se decréscimo no número de repetições ao longo das séries em ambas as condições, sem diferenças entre as mesmas, para a carga da primeira série, a carga total e a dor.

CONCLUSÃO:

O número de repetições em séries múltiplas é diminuído na mesma magnitude com e sem a realização do alongamento prévio, além de não alterar a carga total e a dor percebida.

Keywords : exercício; treinamento de resistência; desempenho atlético.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )