SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue3Effects of passive stretching protocol on multiple sets performance in resistance trainingExercise programs in the preventing injuries in football players: a systematic review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Abstract

LUZ, Leonardo Gomes de Oliveira et al. Associação entre IMC e teste de coordenação corporal para crianças (KTK). Uma meta-análise. Rev Bras Med Esporte [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.230-235. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152103144469.

O Teste de Coordenação Corporal para Crianças (Körperkoordinationstest für Kinder, KTK) tem sido utilizado na avaliação da coordenação motora de crianças e adolescentes. O objetivo desta revisão sistemática com meta-análise foi analisar a relação entre o índice de massa corporal (IMC) e o desempenho motor no KTK em crianças e jovens escolares saudáveis. O estudo baseou-se em pesquisas indexadas nas bases eletrônicas PubMed e SciELO. Os descritores foram: "Körperkoordinationstest für Kinder" e "KTK". Foram considerados artigos em inglês e português publicados até Outubro de 2014. A qualidade dos estudos foi determinada pelas Escalas PEDro e STROBE. Foi realizada meta-análise utilizando o software Comprehensive Meta-Analysis V2. Foram incluídos 10 estudos. O resultado global com base no modelo de efeitos fixos mostrou que valores maiores de IMC estão diretamente associados ao baixo desempenho no KTK. Apesar da pequena diferença entre ambos, a magnitude do efeito da associação foi classificada como pequena, porém, significativa para o sexo masculino (r=0,29; IC95% 0,27 a 0,32; Z=22,47; p=0,000) e moderada para o sexo feminino (r=0,32; IC95% 0,30 a 0,34; Z=24,76; p=0,000). Os estudos apresentaram características amostrais bastante divergentes quanto ao tamanho da amostra e a faixa etária dos sujeitos, além de nenhum deles ter analisado o estado maturacional dos participantes. Conclui-se que há uma tendência de relação positiva entre valores elevados de IMC e o baixo desempenho no KTK. Para confirmação desta tendência, recomenda-se que os próximos trabalhos considerem o estado maturacional dos participantes, além de possibilitarem uma análise por sexo e idade.

Keywords : meta-análise; adolescente; antropometria; atividade motora.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )