SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue2FACTORS ASSOCIATED WITH THE PRACTICE OF PHYSICAL ACTIVITY IN MIDDLE-AGED MENANAEROBIC THRESHOLD FROM PE IN RESISTANCE EXERCISE BY MATHEMATICAL MODELS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Abstract

BUENO, Denise Rodrigues et al. NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, POR ACELEROMETRIA, EM IDOSOS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ESTUDO SABE. Rev Bras Med Esporte [online]. 2016, vol.22, n.2, pp.108-112. ISSN 1806-9940.  https://doi.org/10.1590/1517-869220162202148501.

Introdução:

Estudos populacionais utilizam, geralmente, métodos indiretos de estimativa do nível de atividade física (NAF) da população. Entretanto, o erro de medida, principalmente quando se trata da população idosa, é grande. Estudos nacionais que usam medidas objetivas são escassos.

Objetivo:

Este estudo buscou descrever o perfil de prática de atividade física (AF) da população idosa do município de São Paulo utilizando-se acelerometria.

Métodos:

Este trabalho faz parte do estudo SABE, desenvolvido na capital do Estado de São Paulo e analisou os dados de 568 idosos (≥ 65 anos). O acelerômetro da marca Actigraph foi utilizado durante 3 dias consecutivos. Os idosos foram classificados segundo o NAF de acordo com as recomendações atuais de AF. O NAF foi descrito (média e IC 95%) segundo sexo e grupos etários (< 70 anos, 70 a 79 anos e ≥ 80 anos). As proporções de idosos em cada grupo de NAF foram descritas em termos relativos (%). As diferenças entre os grupos foram estimadas utilizando-se o teste generalizado de igualdade entre médias de Wald.

Resultados:

Os idosos considerados sedentários representaram 63,1% (48,3% dos homens e 71,7% das mulheres) e apresentaram média de idade maior; houve prevalência de 25,7% dos homens e 8,13% das mulheres classificados como fisicamente ativos, o que corresponde a apenas 14,6% do total de idosos. Os idosos gastam, em média, 12,6 (IC 95% 10,6 - 13,7) minutos por dia em atividades físicas consideradas de intensidade moderada e/ou vigorosa. A proporção de idosos fisicamente ativos é menor quanto maior for a idade.

Conclusão:

O NAF da população idosa do Município de São Paulo é baixo e considerado insuficiente, principalmente para o sexo feminino. Assim, houve maior proporção de idosos considerados sedentários e insuficientemente ativos quando comparados aos ativos.

Keywords : acelerometria; idosos; atividade motora.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )