SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3Técnicas de aterrissagem afetam o desempenho e estresse mecânico durante Drop JumpCapacidade funcional, força muscular e qualidade de vida na insuficiência cardíaca índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692versão On-line ISSN 1806-9940

Resumo

SUZUKI, Frank Shiguemitsu et al. As alterações no pico de torque ocorrem sem modificações em parâmetros hematológicos após fadiga muscular. Rev Bras Med Esporte [online]. 2017, vol.23, n.3, pp.180-183. ISSN 1517-8692.  https://doi.org/10.1590/1517-869220172303171086.

Introdução:

A fadiga muscular durante as contrações musculares voluntárias é um fenômeno complexo e multifatorial associado a alterações centrais e adaptações do sistema neuromuscular.

Objetivo:

O objetivo deste estudo é analisar as alterações do pico de torque e dos parâmetros hematológicos em indivíduos saudáveis ativos e inativos depois de realizar um protocolo de fadiga muscular.

Métodos:

Vinte e um adultos saudáveis do sexo masculino realizaram um protocolo de fadiga muscular (10 séries, 10 repetições de extensão do joelho a 75% do torque isométrico máximo (TIM) a 120ºs-1 e 40 segundos de repouso). Hematócrito (Ht), glóbulos vermelhos (GV) e leucócitos (L) foram analisados antes (A) e depois (D) do teste de fadiga.

Resultados:

O grupo inativo apresentou deterioração apenas na ação muscular concêntrica (-41 ± 4%) com relação ao grupo ativo (-23 ± 3%). Não foram encontradas diferenças nos parâmetros hematológicos no grupo inativo (Ht, A: 45,00 ± 0,01 vs. D: 47,00 ± 0,01; GV, A: 442 ± 40 vs. D: 487 ± 41; L, A: 7.565 ± 2.878 vs. D: 8.015 ± 4.224) e no grupo ativo (Ht, A: 45,00 ± 0,63 vs. D: 47,00 ± 0,01; GV, A: 477 ± 30 vs. D: 559 ± 37; L, A: 6.418 ± 3.557 vs. D: 6.632 ± 4.460).

Conclusão:

Foram encontradas diferenças apenas em ações concêntricas entre os grupos. Além disso, não foram encontradas relações quanto aos parâmetros hematológicos entre os grupos.

Palavras-chave : fadiga muscular; músculo esquelético; força muscular; fisiologia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )