SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue1Hypertensive syndromes during pregnancy and perinatal outcomesAmbiguous genitalia: perception of the disease and parents anxiety author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

Print version ISSN 1519-3829

Abstract

VASCONCELOS, Maria Gorete Lucena de; LIRA, Pedro Israel Cabral de  and  LIMA, Marília de Carvalho. Duração e fatores associados ao aleitamento materno em crianças menores de 24 meses de idade no estado de Pernambuco. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2006, vol.6, n.1, pp. 99-105. ISSN 1519-3829.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292006000100012.

OBJETIVOS: avaliar a duração do aleitamento materno em crianças menores de 24 meses de idade no estado de Pernambuco e verificar a associação de fatores com o aleitamento materno total. MÉTODOS: corte transversal com 852 crianças até 24 meses de idade que fizeram parte da amostra de 2078 menores de cinco anos selecionada para a II Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição. Os dados foram coletados no período de fevereiro a maio de 1997. Utilizou-se a análise de sobrevivência para cálculo da mediana do aleitamento materno e das associações com a situação do domicílio, renda per capita, escolaridade materna, consultas no pré-natal, orientação sobre aleitamento materno, tipo de parto e peso ao nascer. RESULTADOS: através de análise de sobrevivência verificou-se que a duração mediana do aleitamento materno exclusivo, predominante e total foi de 24, 77 e 112 dias, respectivamente. A duração mediana do aleitamento materno total foi significantemente mais prolongada entre as crianças que residiam na Região Metropolitana do Recife (148 dias), cujas mães percebiam um rendimento familiar per capita acima de dois salários mínimos (201 dias), que haviam freqüentado seis ou mais consultas no pré-natal (129 dias) e recebido orientação sobre aleitamento materno durante o pré-natal (126 dias). O peso ao nascer, a alfabetização materna e o tipo de parto não influenciaram significativamente o aleitamento total. CONCLUSÕES: verificou-se um crescimento na duração do aleitamento materno em Pernambuco, particularmente na Região Metropolitana do Recife, demonstrando ser o pré-natal um dos fatores de oportunidade para orientar e incentivar às mães a amamentarem seus filhos.

Keywords : Amamentação; Fatores associados; Aleitamento materno.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese