SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue3The prevalence of and factors associated with negative mental health indicators in adolescents attending high school in the Brazilian State of PernambucoThe level of understanding of pediatric prescription medicines at Basic Health Units author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

Print version ISSN 1519-3829

Abstract

BUCCINI, Gabriela dos Santos; SANCHES, Maria Teresa Cera; NOGUEIRA-MARTINS, Maria Cezira Fantini  and  BONAMIGO, Andréa Wander. Acompanhamento de recém-nascidos de baixo peso pela atenção básica na perspectiva das Equipes de Saúde da Família. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2011, vol.11, n.3, pp. 239-247. ISSN 1519-3829.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292011000300004.

OBJETIVOS: conhecer as percepções e práticas das Equipes de Saúde da Família (ESF) sobre o acompanhamento dos Recém-Nascidos de Baixo Peso (RNBP) pela Atenção Básica (AB). MÉTODO: estudo qualitativo do tipo estudo de caso, no qual se realizaram grupos focais com ESF de uma região periférica do município de São Paulo. O material obtido foi submetido à análise temática para identificação de núcleos de sentido, dos quais emergiram os eixos temáticos centrais. RESULTADOS: identificaram-se três eixos temáticos centrais: Pré-natal, Acompanhamento longitudinal dos RNBP (clínica ampliada, amamentação e atenção à família) e Educação Permanente. Considerou-se o pré-natal o momento de construção ou fortalecimento do vínculo entre ESF e gestante, entretanto observaram-se entraves para execução de um processo de cuidado integral e longitudinal que perpassa o seguimento dos RNBP. Evidenciaram-se limitações no acompanhamento longitudinal perante a dificuldade das ESF em coordenar e articular a rede de cuidados; executar protocolos e diretrizes nacionais; manejar questões do cotidiano e da dinâmica familiar; estabelecer e efetuar planos terapêuticos longitudinais. Destacou-se, o papel da gestão na articulação de um projeto de educação permanente. CONCLUSÕES: mediante as percepções e práticas das ESF os RNBP e suas famílias ainda não recebem um atendimento integral na AB como proposto pelas diretrizes nacionais de atenção ao bebê de risco.

Keywords : Recém-nascido de baixo peso; Atenção primária à saúde; Programa saúde da família.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese