SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número3An evaluation of action taken to control syphilis and HIV in publicsector prenatal care in the municipality of Rio de Janeiro, BrazilAnthropometric evaluation of patients with suspected innate errors of metabolism índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

versión impresa ISSN 1519-3829

Resumen

OLIVEIRA, Maria Inês Couto de; HARTZ, Zulmira Maria de Araújo; NASCIMENTO, Vivianne Cavalcanti do  y  SILVA, Kátia Silveira da. Avaliação da implantação da iniciativa hospital amigo da criança no Rio de Janeiro, Brasil. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2012, vol.12, n.3, pp.281-295. ISSN 1519-3829.  https://doi.org/10.1590/S1519-38292012000300008.

OBJETIVOS: avaliar a implantação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança no Rio de Janeiro. MÉTODOS: pesquisa avaliativa realizada em 2009, com sete hospitais credenciados (HAC) e oito não (HNC), do SUS. Avaliação de estrutura (Passos 1 e 2) realizada por observação e entrevista a 215 profissionais. Avaliações de processo (Passos 3 a 10) e resultado compreenderam entrevista em amostra representativa de 461 gestantes, 687 mães em alojamento conjunto e 148 mães com recém-nascido em unidade neonatal. O grau de implantação foi avaliado segundo o cumprimento de cada passo e de parâmetros compreendidos nestes passos. A correlação entre grau de implantação e desfechos foi analisada por meio de regressão linear: aleitamento materno (AM) na primeira hora, AM exclusivo (AME) e satisfação das mulheres com o apoio recebido. RESULTADOS: os graus de implantação variaram de 9 a 5 passos (90,6% a 70,1% dos parâmetros) cumpridos nos HAC e de 5 a 1 passo (76,1% a 43,9% dos parâmetros) nos HNC. Foi encontrada correlação linear significativa entre o grau de implantação, expresso em passos e parâmetros, respectivamente, e o AM na primeira hora (r=0,78 e r=0,74), o AME (r=0,72 e r=0,69), e a satisfação (r=0,69 e r=0,73). CONCLUSÕES: ambas as formas de avaliação mostraram-se consistentes com os resultados. Os HAC apresentaram um desempenho superior aos HNC, sendo necessário um investimento na sustentabilidade desta iniciativa.

Palabras clave : Aleitamento materno; Hospital; Avaliação de programas e projetos de saúde; Qualidade da assistência à saúde; Recém-nascido; Sistema Único de Saúde.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons