SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1Prevalência de dispareunia na gravidez e fatores associadosUtilização de modelo hierárquico Bayesiano para estudar a relação alométrica entre o peso placentário e peso ao nascer índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

versão impressa ISSN 1519-3829versão On-line ISSN 1806-9304

Resumo

CANGUSSU, Maria Cristina; CABRAL, Maria Beatriz Barreto de Sousa; MOTA, Eduardo Luiz Andrade  e  VIANNA, Maria Isabel Pereira. Fatores de risco para a cárie dental em crianças na primeira infância, Salvador - BA. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2016, vol.16, n.1, pp.57-65. ISSN 1519-3829.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-93042016000100007.

Objetivos:

identificar fatores associados a incidência de cárie na primeira infância.

Métodos:

realizou-se estudo de coorte prospectivo (14 meses) com 495 crianças de 4 a 30 meses de creches públicas, privadas e filantrópicas em Salvador-BA.

Resultados:

a média de dentes cariados foi de 0,18 (DP=0,75) no início do estudo e 0,55 (DP=1,40) ao final. A incidência em crianças livres de cárie foi 18,5% e no grupo total 22,6%. Na análise de regressão logística, consideraram-se três modelos. Com todas as crianças (N=495), prevaleceu: experiência prévia de cárie (OR=6,8; IC95%= 3,0-15,1), frequentar creche pública (OR=2,9; IC95%= 1,6-5,3), idade maior 24 meses. No segundo, de creches públicas (N=329): idade, aleitamento durante o sono (OR=1,9; IC95%= 1,1-3,2), mancha branca (OR=3,5; IC95%= 1,1-11,3), casa sem revestimento (OR=2,3; IC95%= 1,2-4,1) e experiência prévia de cárie(OR=3,9; IC95%= 1,5-10,6). No terceiro, com crianças sem cárie no início (N=495): frequentar creche pública, idade, cor da pele negra/ parda (OR=5,5; IC95%= 1,3-23,8) e aleitamento durante o sono após um ano (OR= 1,7; IC95%= 1,0-2,8).

Conclusões:

a vulnerabilidade social foi um forte fator de risco à cárie em crianças menores de dois anos e é necessária melhoria das condições de vida e ações de promoção de saúde bucal para redução da morbidade.

Palavras-chave : Cárie dental; Incidência; Fatores de risco; Condições socioeconômicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )