SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 suppl.1Circularidade dos médicos nas regiões de saúde no BrasilRede regional de saúde no contexto Amazônico: o caso de Manaus, Entorno e Alto Rio Negro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

versão On-line ISSN 1806-9304

Resumo

MAGNAGO, Carinne; PIERANTONI, Celia Regina; CARVALHO, Cristiana Leite de  e  GIRARDI, Sabado Nicolau. A formação do enfermeiro em diferentes regiões de saúde do Brasil. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2017, vol.17, suppl.1, pp.S219-S228. ISSN 1806-9304.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-9304201700s100010.

Objetivos:

identificar se ocorreram mudanças na formação do enfermeiro no Brasil, por um lado, e se a regionalização da saúde incorreu em ingerência nesse processo, de outro.

Métodos:

pesquisa exploratória, do tipo estudo de casos múltiplos, de abordagem quali-tativa, desenvolvida entre os meses de novembro de 2015 e março de 2017, em sete regiões de saúde do Brasil. Os dados foram coletados por entrevistas em profundidade com 16 gestores de cursos de graduação em enfermagem, e por análise documental de projetos políticos pedagógicos. Foi empreendida análise de conteúdo, tendo como referencial teórico as Diretrizes Curriculares Nacionais.

Resultados:

verificou-se perfis de egressos variados, com maior tendência ou para as práticas de saúde de nível básico ou para as de nível hospitalar, com competências para uma assistência à saúde ainda fragmentada e não interdisciplinar. A estrutura curricular dos cursos centra-se em disciplinas isoladas, com pouca ou nenhuma integração interdisciplinar e o modelo pedagógico alicerça-se em estratégias de ensino-aprendizagem majoritariamente tradicionais e em processos de avaliação somativa. Não foram evidenciadas diferenças entre as regiões de saúde.

Conclusões:

é preciso, em concomitância com as mudanças que se exigem no campo de formação, empreender esforço no desenvolvimento das redes de saúde e das instituições formadoras, o que já vem se provando fator de retenção profissional e de desenvolvimento regional.

Palavras-chave : Educação superior; Enfermagem; Regionalização; Sistema Único de Saúde; Recursos humanos em saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )