SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número3Influência do planejamento reprodutivo e da satisfação materna com a descoberta da gravidez na qualidade da assistência pré-natal no BrasilCompreensão sobre o trabalho da doula em uma maternidade do Vale do Jequitinhonha - MG índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

versão impressa ISSN 1519-3829versão On-line ISSN 1806-9304

Resumo

SCHULER, Luciana; KATZ, Leila; MELO, Brena Carvalho Pinto de  e  COUTINHO, Isabela C.. Aplicação do Modified Early Obstetric Warning System (MEOWS) em mulheres após gestações: um estudo descritivo. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2019, vol.19, n.3, pp.545-555.  Epub 16-Set-2019. ISSN 1519-3829.  https://doi.org/10.1590/1806-93042019000300004.

Objetivos:

avaliar o modified early obstetric warning system (MEOWS) em mulheres após gestações, em um hospital terciário do Brasil.

Métodos:

foi realizado um estudo descritivo incluindo 705 mulheres internadas. Os sinais vitais (pressão arterial sistólica e diastólica, frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura) e lóquios, registrados no prontuário, foram transcritos para o gráfico de parâmetros fisiológicos do MEOWS. Neste gráfico, anormalidades moderadas nos sinais vitais eram sinalizadas por alertas amarelos, enquanto anormalidades graves eram sina-lizadas em vermelho. A presença de, pelo menos, um alerta vermelho ou dois alertas amarelos foi chamada de eventos gatilho, indicando necessidade de avaliação médica.

Resultados:

dentre as mulheres estudadas, 49,8% apresentaram anormalidades nos parâmetros fisiológicos, através da identificação de eventos gatilho no MEOWS, porém avaliação médica foi solicitada para apenas três pacientes, resultando num percentual de 0,8%.

Conclusões:

a utilização do MEOWS, de forma retrospectiva, evidenciou uma quantidade significativa de pacientes apresentando eventos gatilho, os quais não foram reconhecidos pela equipe de enfermagem em 99,2% dos casos. Este achado pode ser atribuído ao fato de o MEOWS ainda não ser adotado no serviço como parte da rotina dos cuidados de enfermagem. A aplicação dessa ferramenta resultaria numa assistência melhor, pois situações críticas seriam reconhecidas e corrigidas com maior precocidade, evitando desfechos desfavoráveis.

Palavras-chave : Mulheres; Gestação; Morbidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )