SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número4Bacillus thuringiensis survey in Brazil: geographical distribution and insecticidal activity against Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae)Susceptibility of Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) to the fungi Beauveria bassiana (Bals.) Vuill. and Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorok índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Neotropical Entomology

versión impresa ISSN 1519-566X

Resumen

SILVA-TORRES, Christian S.A.  y  MATTHEWS, Robert W.. Desenvolvimento de Melittobia australica Girault e M. digitata Dahms (Hymenoptera: Eulophidae) parasitando pupários de Neobellieria bullata (Parker) (Diptera: Sarcophagidae). Neotrop. Entomol. [online]. 2003, vol.32, n.4, pp. 645-651. ISSN 1519-566X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-566X2003000400015.

O desenvolvimento de Melittobia australica Girault e M. digitata Dahms parasitando pupários de Neobellieria (=Sarcophaga) bullata (Parker) foram estudados com densidades de um a cinco parasitóides fêmeas por pupário. Aspectos da biologia dos parasitóides tais como: número de descendentes produzidos, longevidade, e tamanho do corpo dos descendentes, podem ser afetados em função do número de parasitoides por pupário. Em geral, a porcentagem de pupários parasitados foi maior para M. digitata do que para M. australica. Independentemente da densidade de parasitóides por pupário, o número total de descendentes produzidos foi significativamente maior para M. digitata (66,5 a 158,0)que para M. australica (10,9 a 55,5). Para ambas espécies, o número de descendentes produzidos por fêmea dos parasitóides foi inversamente proporcional à densidade dos parasitóides. O aumento da densidade dos parasitóides prolongou o tempo de desenvolvimento M. australica, e ocasionou redução em M. digitata. A longevidade dos adultos emergidos de M. australica e M. digitata foi maior quando oriundos das densidades até três parasitóides por pupário, e o tamanho do corpo dos decendentes, mostrou significante redução quando aumentou a densidade de fêmeas dos parasitóides por pupário. Entretanto, a razão sexual dos descendentes não foi afetada, variando de 0,95 a 0,98 para M. australica, e de 0,95 a 0,97 para M. digitata. Os resultados mostram que M. digitata apresentou melhor desempenho que M. australica parasitando N. bullata, e ambas espécies apresentaram redução no desempenho aumentando a densidade de parasitoides por hospedeiro, sugerindo haver competição entre os descendentes.

Palabras llave : Insecta; parasitóide; hospedeiro alternativo; razão sexual; plasticidade do desenvolvimento.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés