SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número2Estudo morfológico de Batrachedra nuciferae Hodges (Lepidotera: Coleophoridae)Novas espécies de Tomoplagia Coquillett (Diptera: Tephritidae) de capítulos de Asteraceae no Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Neotropical Entomology

versão impressa ISSN 1519-566Xversão On-line ISSN 1678-8052

Resumo

SOSA-GOMEZ, Daniel R.; DELPIN, Katiaíres E.; ALMEIDA, Alvaro M.R.  e  HIROSE, Edson. Diferenciação genética entre populações de Euschistus heros (Fabricius) (Heteroptera: Pentatomidae) do Brasil mediante marcadores de RAPD. Neotrop. Entomol. [online]. 2004, vol.33, n.2, pp.179-187. ISSN 1678-8052.  https://doi.org/10.1590/S1519-566X2004000200009.

O percevejo marrom da soja, Euschistus heros (Fabricius), possui ampla distribuição na região sojicola do Brasil, sendo mais importante na região central do País. Tem sido o alvo principal das aplicações de inseticidas dirigidas contra o complexo de pentatomídeos praga. A variabilidade nos RAPD entre e dentro das populações do percevejo marrom foi determinada. Amostras da espécie foram coletadas nos campos de soja de Ubiratã (PR), Londrina (PR), Centenário do Sul (PR), Cândido Mota (SP), Ponta Porã (MS) e Sapezal (MT). O DNA genômico foi extraído da cabeça para minimizar a contaminação do DNA proveniente dos endoparasitóides e parasitas que ocorrem na hemocele. O DNA foi amplificado com iniciadores de 10 nucleotídeos. Quinze iniciadores produziram 246 bandas. A similaridade genética foi obtida com base na freqüência alélica dos RAPD utilizando-se a distância de Nei 1972. Os percevejos coletados da mesma região geográfica apresentaram a maior similaridade genética. As populações de Londrina e Centenário do Sul foram geneticamente mais próximas que as restantes. Também, percevejos coletados em Cândido Mota foram próximos das populações de Ponta Porã. A população geográfica de Sapezal foi a mais divergente das outras. As fêmeas e os machos agruparam-se em grupos diferentes dentro de cada população geográfica, o que significa que os RAPD possibilitam a diferenciação dos sexos. Não foram observados indivíduos de uma população agrupando-se com indivíduos de outra região. O número de loci polimórficos das diferentes populações variou entre 40,6% e 52,1%. Os índices de fluxo gênico de E. heros (Nm = 0,8307) foram menores que os observados anteriormente para Anticarsia gemmatalis Hübner e Helicoverpa armigera (Hübner) sugerindo que as populações do pentatomídeo apresentam maior isolamento geográfico que nos referidos noctuídeos, por exemplo.

Palavras-chave : RAPD; marcador molecular; estrutura genética; fluxo gênico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons