SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número1Efeito translaminar, sistêmico e de contato de extrato aquoso de sementes de nim sobre Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B em tomateiroInfluência dos tricomas na preferência para oviposição de Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) em genótipos de feijoeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Neotropical Entomology

versão impressa ISSN 1519-566Xversão On-line ISSN 1678-8052

Resumo

ALVES, Everaldo B.; CASARIN, Nádia F.B.  e  OMOTO, Celso. Mecanismos de dispersão de Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari: Tenuipalpidae) em pomares de citros. Neotrop. Entomol. [online]. 2005, vol.34, n.1, pp.89-96. ISSN 1678-8052.  https://doi.org/10.1590/S1519-566X2005000100013.

O conhecimento da dispersão de pragas é de grande importância para a compreensão da dinâmica da resistência a pesticidas. Desta forma, o principal objetivo do presente trabalho foi estudar a capacidade de dispersão de Brevipalpus phoenicis (Geijskes) em condições de laboratório, casa de vegetação e pomares de citros. Estudos de dispersão por caminhamento em condições de casa de vegetação numa superfície constituída de areia fina mostraram que esse mecanismo de dispersão é relativamente limitado. Com a liberação de 6.000 ácaros em um determinado ponto, aproximadamente 3% atingiram distâncias de 40 a 50 cm. As distâncias percorridas pelo ácaro foram inferiores a 1 cm.dia-1. Em condições de laboratório, verificou-se que ventos de 23 km.h-1 não foram capazes de incitar o processo de dispersão de ácaros da superfície de frutos. Velocidades de 30 e 40 km.h-1 foram capazes de incitar a dispersão de menos de 1% da população de ácaros presentes nos frutos. Trabalhos de dispersão em condições de campo mediante a utilização de armadilhas adesivas também comprovaram que a dispersão de B. phoenicis é limitada quando comparada à de outras espécies de ácaros que ocorrem nos pomares de citros. Nesse experimento, de um total de 2.420 e 661 ácaros coletados em cada um de dois talhões de citros na região de Descalvado, SP, 0,4 e 11,8% dos ácaros pertenciam à família Tenuipalpidae. A limitada dispersão de B. phoenicis exige muito cuidado na implementação de estratégias de manejo da resistência a acaricidas.

Palavras-chave : Ácaro-da-leprose; resistência a acaricidas; dispersão aérea.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons