SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue1Nucleopolyhedrovirus infected central nervous system cells of Bombyx mori (L.) (Lepidoptera: Bombycidae)Toxicity of pesticides used in chrysanthemum crops to eggs and nymphs of Orius insidiosus (Say) (Hemiptera: Anthocoridae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Neotropical Entomology

Print version ISSN 1519-566X

Abstract

ALEXANDRE, Talita M.; ALVES, Luis F.A.; NEVES, Pedro M.O.J.  and  ALVES, Sérgio B.. Efeito da temperatura e cama do aviário na virulência de Beauveria bassiana (Bals.) Vuill. e Metarhizium anisopliae (Metsch.) para o controle do cascudinho (Alphitobius diaperinus) (Panzer) (Coleoptera: Tenebrionidae). Neotrop. Entomol. [online]. 2006, vol.35, n.1, pp. 75-82. ISSN 1519-566X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-566X2006000100011.

O estudo avaliou a influência da temperatura e de cama nova e usada na germinação, crescimento vegetativo, virulência e produção de conídios de isolados de Beauveria bassiana (Bals.) Vuill. e Metarhizium anisopliae (Metsch.) sobre larvas e adultos do cascudinho Alphitobius diaperinus (Panzer). O crescimento vegetativo e a produção de conídios foram avaliados em meio de cultura. Para a avaliação da virulência os insetos foram tratados com suspensões contendo 1 x 108 conídios/ml. Os experimentos foram realizados em câmara B.O.D. (26ºC e 32ºC e 14h de fotofase). Diariamente os insetos mortos foram coletados para quantificação da produção de conídios. Para avaliação das camas, após a inoculação, insetos foram transferidos para recipientes contendo cama de aviário (nova e usada). Os isolados de B. bassiana foram mais sensíveis à temperatura elevada em relação aos isolados de M. anisopliae no que se refere à viabilidade, crescimento vegetativo e virulência (P < 0,05). A conidiogênese também foi maior para B. bassiana a 26ºC (7 a 11 x 108 conídios/cadáver larval e 8 x 108 conídios/cadáver adulto) (P < 0,05). O estágio larval foi, em média, cerca de 10 vezes mais suscetível aos isolados de M. anisopliae, a 26ºC, que os adultos. Em relação a B. bassiana, não foi observada diferença na suscetibilidade entre larvas e adultos nessa temperatura. Entretanto, a suscetibilidade a 32°C foi maior para as larvas, com os isolados CB116 e UEL50. A maior mortalidade ocorreu quando larvas e adultos foram tratados com B. bassiana e mantidos sobre a cama nova e a 26ºC (15,7% e 66,7%, respectivamente) (P < 0,05).

Keywords : Fungo entomopatogênico; controle microbiano; produção animal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese