SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número3O elemento político no disciplinar: A identidade da Pedagogia Social entre difusidade e “olhar” próprio índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Civitas - Revista de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 1519-6089versão On-line ISSN 1984-7289

Resumo

LIMA, Jacob Carlos  e  CORTES, Soraya Maria Vargas. A sociologia no Brasil e a interdisciplinaridade nas ciências sociais. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2013, vol.13, n.3, pp.416-435.  Epub 03-Jul-2020. ISSN 1984-7289.  https://doi.org/10.15448/1984-7289.2013.3.16522.

A interdisciplinaridade na Sociologia é constituinte de sua formação como disciplina acadêmica. Essa característica estimula a discussão sobre suas especificidades teórico-metodológicas, a formação de uma cultura disciplinar e ao debate corporativista sobre quais seriam as particularidades de seu campo de conhecimento. A ciência síntese, proposta por Comte, desde seu início, incorporou as contribuições das outras ciências humanas e mesmo das chamadas ciências duras. No Brasil, a Sociologia surge como sinônimo de ciências sociais. Antropologia, Ciência Política e Sociologia conviveram em um mesmo campo construindo espaços comuns de discussão ao mesmo tempo em que paralelamente fortaleciam-se as trajetórias disciplinares. A partir dos anos 1990 houve a expansão da pós-graduação brasileira, o crescimento de cursos de graduação e pós-graduação, assim como a consolidação das associações profissionais nas três áreas disciplinares das ciências sociais. Ocorreu ainda a ampliação da formação pós-graduada interdisciplinar em ciências sociais que incorpora as contribuições da Economia, da História, da Geografia e de outras disciplinas afins. Temos como argumento central deste artigo que, embora a interdisciplinaridade apresente-se como o futuro da investigação científica e imponha limites aos excessos da especialização, paradoxalmente, a solidez disciplinar torna a interdisciplinaridade mais efetiva. Analisamos esse processo no Brasil, focalizando a formação pós-graduada em Sociologia e em Ciências Sociais, utilizando os dados disponibilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), do Ministério da Educação do Brasil.

Palavras-chave : Sociologia no Brasil; Ciências Sociais no Brasil; Pós-graduação no Brasil; Interdisciplinaridade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )