SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2Narrar – mostrar – ver: Como analisar um álbum de fotos de família em conexão com uma entrevista narrativaAnálise de narrativas segundo o método documentário: Exemplificação a partir de um estudo com gestoras de instituições públicas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Civitas - Revista de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 1519-6089versão On-line ISSN 1984-7289

Resumo

WANIEK, Katarzyna. Jovens migrantes poloneses na Alemanha de 1989 a 1999: Autoalienação e anomia interacional. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2014, vol.14, n.2, pp.307-324.  Epub 15-Jun-2020. ISSN 1984-7289.  https://doi.org/10.15448/1984-7289.2014.2.17151.

Este artigo trata dos poloneses que deixaram seu país voluntariamente e sem problemas no período entre a queda do comunismo na Polônia, em 1989, e alguns anos antes da ampliação da União Europeia para o leste, em maio de 2004. Concentra-se em pessoas que eram jovens no momento de sua chegada na Alemanha (ou seja, não mais que 30 anos de idade) e por isso constitui um grupo de uma geração “nova” ou “jovem” de imigrantes poloneses na Alemanha. Procura-se aqui descrever algumas condições balizadoras que provocam distúrbios no processo e/ou promovem o desenvolvimento de trajetória de sofrimento, ou seja, ilustrar e analisar várias circunstâncias sociais e biográficas que tornam o processo de imigração difícil ou que resultam em uma anomia interativa e aumentam a dinâmica das trajetórias. Essas condições de enquadramento surgem de análises acuradas de entrevistas narrativas autobiográficas com jovens poloneses na Alemanha.

Palavras-chave : Entrevista narrativa autobiográfica; Imigrantes poloneses na Alemanha; Trajetória de sofrimento; Marginalidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )