SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número3A modernidade é de fato universal?: Reemergência, desocidentalização e opção decolonialInvertendo a perspectiva: Os índios e os “outros” na história do extremo oeste índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Civitas - Revista de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 1519-6089versão On-line ISSN 1984-7289

Resumo

MIGLIEVICH-RIBEIRO, Adelia  e  ROMERA JUNIOR, Edison. Vozes dissidentes e modernidades dissonantes na América Latina: Legados e projetos de Bolívar e Martí em Darcy Ribeiro. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2015, vol.15, n.3, pp.403-420. ISSN 1984-7289.  https://doi.org/10.15448/1984-7289.2015.3.19672.

Estudamos o pensamento de Darcy Ribeiro e sua recepção da utopia da Pátria Grande, de Simon Bolívar, que ganhou maior solidez em Nuestra América, de José Martí. Pretendemos capturar o argumento central de Ribeiro, a saber, seu diagnóstico das causas do desenvolvimento desigual no subcontinente que pode servir para superar uma visão autodepreciativa que veria a América Latina como reflexo infeliz da modernidade do Norte. Compreendemos, desta perspectiva, Darcy Ribeiro como partícipe do movimento intelectual que antecipa o “giro decolonial” mediante a crítica à metanarrativa da modernidade hegemônica, de modo que sua antropologia apresenta de forma inédita os povos americanos no processo civilizacional mundial não mais como expressão ultrapassada de uma história já vivida pelas populações do norte em tempos pretéritos, mas como formações étnicas singulares e coetâneas no capitalismo moderno.

Palavras-chave : América Latina; Intelectuais; Darcy Ribeiro; Pátria Grande; José Martí.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )