SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1Mulheres no tráfico de drogas: Retratos da vitimização e do protagonismo femininoAs perpetradoras ocultas: Envolvimento feminino no Nacional-Socialismo e sua adaptação biográfica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Civitas - Revista de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 1519-6089versão On-line ISSN 1984-7289

Resumo

SIGL, Johanna. Saídas de mulheres da extrema direita e significados de violência. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2016, vol.16, n.1, pp.71-84. ISSN 1984-7289.  http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2016.1.24072.

No contexto radical de extrema direita, geralmente considerado um espaço de interação dominado por homens, mulheres são imperfeitamente percebidas como atores independentes. O resultado é uma visão limitada das realidades no interior dos contextos de extrema direita e assim da mesma forma da violência cometida por mulheres de extrema direita. Com base na análise de reconstruções biográficas de caso, esse artigo expande imagens estereotipadas de mulheres radicais de extrema direita e discute o significado de violência nos processos de sua entrada e saída. Demostra-se que o comportamento violento e atitudes em relação à violência são configuradas por uma história biográfica geral da pessoa e serve a diferentes objetivos que não podem ser explicados somente em termos de gênero.

Palavras-chave : Extremismo de extrema direita; Mulheres; Violência; Distanciamento; Reconstruções biográficas de caso.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )