SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número3Desigualdade de gênero, internacionalização e trajetórias acadêmicas na Ciência Política: Evidências no Brasil e no UruguaiDemocracia deliberativa no Brasil: A expansão de um campo concentrado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Civitas - Revista de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 1519-6089versão On-line ISSN 1984-7289

Resumo

CANDIDO, Marcia Rangel; FERES JUNIOR, João  e  CAMPOS, Luiz Augusto. Desigualdades na elite da Ciência Política brasileira. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2019, vol.19, n.3, pp.564-582.  Epub 27-Jan-2020. ISSN 1984-7289.  https://doi.org/10.15448/1984-7289.2019.3.33488.

O objetivo deste artigo é examinar um aspecto frequentemente negligenciado nos estudos sobre a Ciência Política no Brasil: as desigualdades internas à comunidade científica. Para tal, começamos por localizar nossa contribuição na literatura especializada. Em seguida, analisamos os perfis de gênero, raça e região geográfica dos docentes de todos os programas de pós-graduação da área reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Os resultados mostram que a disciplina apresenta assimetrias de gênero e severa desigualdade racial, o que não pode ser totalmente explicado pelas diferenças regionais do país. A fim de observar o dado em perspectiva mais ampla, comparamos as características da Ciência Política às da Sociologia e da Antropologia e concluímos que a primeira é mais desigual em ambas as dimensões.

Palavras-chave : Ciência Política; Gênero; Raça; Desigualdades; História.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )