SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número2Aves de uma mata na região central de São Paulo: 1. Censos 1982-2000Efeito da fração butanólica de Desmodium adscendens no anococcígeo de rato índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Brazilian Journal of Biology

versão On-line ISSN 1519-6984

Resumo

BIALETZKI, A.; NAKATANI, K.; SANCHES, P. V.  e  BAUMGARTNER, G.. Distribuição espaço-temporal de larvas e juvenis de Hoplias aff. malabaricus (Characiformes, Erythrinidae) na planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil . Braz. J. Biol. [online]. 2002, vol.62, n.2, pp. 211-222. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842002000200004.

Analisou-se a distribuição espaço-temporal de larvas e juvenis de Hoplias aff. malabaricus (Erythrinidae) na planície de inundação do alto rio Paraná e suas relações com algumas variáveis ambientais, verificando-se os habitats preferenciais para a reprodução e desenvolvimento inicial. As amostragens foram divididas em quatro fases realizadas durante o período de novembro de 1991 a fevereiro de 1995, sendo estabelecidas 42 estações de coleta distribuídas em 4 subáreas (Ivinhema I, Ivinhema II, Baía e Paraná). As coletas foram realizadas na coluna de água e na vegetação aquática marginal. Durante o período foram obtidos dados de temperatura da água, oxigênio dissolvido, pH, condutividade elétrica, nível fluviométrico, índice pluviométrico e fotoperíodo. As maiores capturas de larvas foram verificadas na subárea Ivinhema I (47,06%) e, de juvenis, na subárea Paraná (54,55%). As larvas foram encontradas entre outubro e fevereiro em todas as subáreas, já os juvenis foram encontrados até abril. As larvas foram capturadas principalmente durante o período noturno em todos os tipos de ambientes amostrados (lótico, semilótico e lêntico). A Análise de Componentes Principais, aplicada entre as variáveis ambientais e a densidade de larvas, revelou que as maiores capturas são obtidas em meses em que predominam baixos valores de temperatura, condutividade elétrica, nível fluviométrico e fotoperíodo e elevadas concentrações de oxigênio dissolvido e de pH, ou seja, em meses de seca. Esta estratégia reprodutiva minimiza a predação e maximiza o aproveitamento alimentar, uma vez que lhe permite alcançar estágios avançados enquanto a maioria das espécies está desovando.

Palavras-chave : alto rio Paraná; Hoplias aff. malabaricus; larvas; juvenis; planície de inundação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons