SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número2Aves de uma mata na região central de São Paulo: 1. Censos 1982-2000Efeito da fração butanólica de Desmodium adscendens no anococcígeo de rato índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984

Resumo

BIALETZKI, A.; NAKATANI, K.; SANCHES, P. V.  e  BAUMGARTNER, G.. Distribuição espaço-temporal de larvas e juvenis de Hoplias aff. malabaricus (Characiformes, Erythrinidae) na planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil . Braz. J. Biol. [online]. 2002, vol.62, n.2, pp. 211-222. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842002000200004.

Analisou-se a distribuição espaço-temporal de larvas e juvenis de Hoplias aff. malabaricus (Erythrinidae) na planície de inundação do alto rio Paraná e suas relações com algumas variáveis ambientais, verificando-se os habitats preferenciais para a reprodução e desenvolvimento inicial. As amostragens foram divididas em quatro fases realizadas durante o período de novembro de 1991 a fevereiro de 1995, sendo estabelecidas 42 estações de coleta distribuídas em 4 subáreas (Ivinhema I, Ivinhema II, Baía e Paraná). As coletas foram realizadas na coluna de água e na vegetação aquática marginal. Durante o período foram obtidos dados de temperatura da água, oxigênio dissolvido, pH, condutividade elétrica, nível fluviométrico, índice pluviométrico e fotoperíodo. As maiores capturas de larvas foram verificadas na subárea Ivinhema I (47,06%) e, de juvenis, na subárea Paraná (54,55%). As larvas foram encontradas entre outubro e fevereiro em todas as subáreas, já os juvenis foram encontrados até abril. As larvas foram capturadas principalmente durante o período noturno em todos os tipos de ambientes amostrados (lótico, semilótico e lêntico). A Análise de Componentes Principais, aplicada entre as variáveis ambientais e a densidade de larvas, revelou que as maiores capturas são obtidas em meses em que predominam baixos valores de temperatura, condutividade elétrica, nível fluviométrico e fotoperíodo e elevadas concentrações de oxigênio dissolvido e de pH, ou seja, em meses de seca. Esta estratégia reprodutiva minimiza a predação e maximiza o aproveitamento alimentar, uma vez que lhe permite alcançar estágios avançados enquanto a maioria das espécies está desovando.

Palavras-chave : alto rio Paraná; Hoplias aff. malabaricus; larvas; juvenis; planície de inundação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês