SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número3Formigas e térmitas co-habitantes dos murundus em zonas úmidas de Santo Antonio da Patrulha, Rio Grande do Sul, BrasilInfluência do pulso de inundação e impacto antrópico sobre a composição química e conteúdo energético de Oryza glumaepatula em um lago amazônico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984versão On-line ISSN 1678-4375

Resumo

Sincronia espacial de uma assembléia de peixes endêmica (reservatório de Segredo, rio Iguaçu, Paraná, Brasil). Braz. J. Biol. [online]. 2005, vol.65, n.3, pp.439-449. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842005000300009.

Neste estudo, os padrões de sincronia espacial de uma assembléia de peixes endêmica em um reservatório neotropical (reservatório de Segredo, rio Iguaçu, Paraná, Brasil) foram descritos. Primeiro, foi estimado o nível de sincronia (correlação entre as densidades ao longo do tempo) para 20 espécies. Segundo, a matriz de sincronia populacional foi correlacionada, utilizando o teste de Mantel, com a distância geográfica entre os locais (n = 11) e com a sincronia ambiental (temperatura da água). Nove espécies apresentaram correlações significativas entre sincronia espacial e distância geográfica (Astyanax sp. b, Astyanax sp. c, Pimelodus sp., Hoplias malabaricus, Crenicichla iguassuensis, Hypostomus derbyi, Hypostomus myersi, Rhamdia branneri e R. voulezi). Considerando a ecologia das espécies e a relação significativa entre a sincronia populacional e a sincronia ambiental, é possível inferir que estocasticidade ambiental é a hipótese mais plausível para explicar os padrões de sincronia detectados.

Palavras-chave : sincronia espacial; assembléia de peixes; reservatórios.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons